Ação contra o indulto natalino de Temer, perda de empregos formais e reações de governadores a Marun são destaques

Edição: Sérgio Botêlho São quatro os temas em destaque na mídia desta quinta-feira, 28: a decisão de Raquel Dodge em acionar o Supremo contra o indulto natalino concedido por

Edição: Sérgio Botêlho

São quatro os temas em destaque na mídia desta quinta-feira, 28: a decisão de Raquel Dodge em acionar o Supremo contra o indulto natalino concedido por Temer; a perda de 12.300 empregos formais, em novembro, primeiro levantamento após a vigência da reforma trabalhista; a reação de governadores a declarações de Carlos Marun, submetendo negociações de governos com a Caixa a voto na reforma da Previdência; e o pedido de exoneração encaminhado ao presidente pelo Ministro do Trabalho.

MANCHETES DOS JORNAIS:

Manchete e submanchetes do jornal O Globo: Raquel Dodge recorre ao Supremo contra indulto. ‘Chefe do Executivo não tem poder ilimitado’, diz procuradora-geral. Em Ação Direta de Inconstitucionalidade, ela afirma que o decreto de Temer, que abranda as regras para o perdão a presos condenados, fere a Constituição e a separação entre os poderes/Rio volta a criar vagas com carteira. Na contramão do país, estado abre 3.038 postos em novembro, após dois anos e meio de cortes. “No Rio, os dados vêm ficando menos negativos a cada mês, mas será uma melhora gradual” Fernando de Holanda Barbosa Filho Economista da FGV/Forças Armadas ficam no estado. União confirma permanência das Forças Armadas, mas especialistas pedem ajustes. “O custo das operações, que pode chegar a R$ 47 milhões, seria suficiente para a compra de 800 viaturas” José Vicente da Silva Filho Ex-secretário nacional de Segurança/Piora comércio com a Venezuela. Expulsão de diplomatas agrava relação econômica, após queda de 60% nas exportações/O que eles disseram. Uma seleção das frases mais marcantes de 2017. “Tem que manter isso aí, viu?”. Michel Temer, em gravação de Joesley Batista na qual, diz o Ministério Público, Temer deu aval à compra do silêncio de Eduardo Cunha e Lúcio Funaro. Em 17/5, O GLOBO divulgou a delação do empresário. “Homenzinho do foguete… Ele é um cachorrinho doente” Donald Trump Presidente dos EUA, sobre Kim Jong-un, em 30/11 “O velho lunático Trump e sua gentalha caluniam (…) nossa liderança suprema e redobram a maré de ódio aos EUA”. Kim Jong-un Ditador da Coreia do Norte, via porta-voz, em 28/9.

Manchete e submanchetes do jornal Estado de São Paulo: Brasil perde postos de trabalho, mas montadoras têm reação. Foram fechadas 12.292 vagas em novembro; setor automobilístico deve terminar ano com alta de 9%. O País fechou 12.292 vagas de emprego formal em novembro, primeiro mês da vigência da reforma trabalhista. O número surpreendeu o mercado, que esperava a abertura de até 90 mil postos, e quebrou uma sequência de sete meses de saldo positivo nas contratações/Ônibus, trens e metrô subirão para R$ 4 em SP. Reajuste foi decidido em conjunto por Doria e Alckmin/Raquel Dodge vai ao STF contra indulto de Temer. Poderes. Em ação, procuradora-geral da República afirma que decreto do presidente põe Operação Lava Jato ‘em risco’ e ‘materializa o comportamento de que o crime compensa’/Febre amarela interdita mais 10 parques na capital. Morte de macacos com suspeita da doença em Itapecerica da Serra motivou medida; vacinação é ampliada para distritos da zona oeste. Sem circulação. Parque Toronto, que fica no Jardim Fiat Luz, está fechado desde outubro/Governadores do NE atacam fala de Marun. Ministro disse que liberação de recursos de bancos públicos seriam condicionados a votos na Previdência, o que provocou forte reação/Editorial: O pitbull. O comportamento destemperado de Carlos Marun contraria o necessário consenso em torno de um projeto que deve ser fruto de concertação política, não de ameaças – e muito menos de chantagens.

Manchete e submanchetes do jornal Folha de São Paulo: Após 7 meses de alta, Brasil tem queda de emprego. País registra perda de 12,3 mil postos em novembro; ministro do Trabalho deixa cargo para disputar eleição. A criação de vagas com carteira assinada pelo comércio em novembro não foi suficiente para compensar as demissões dos outros setores, e a economia interrompeu um ciclo de sete meses de saldo positivo. No mês passado, o país teve mais demissões do que contratações, em um saldo negativo de 12,3 mil vagas. Na opinião de analistas, o resultado negativo é explicado pela economia fraca do país —não pela entrada em vigor da reforma trabalhista—, e a tendência geral ainda ê de recuperação. Novembro tem sido marcado desde 2013 por demissões na indústria e na agricultura. O comércio, por outro lado, compensava com vagas de fim de ano, o que fazia com que o mês fechasse com saldo positivo. A divulgação dos dados de emprego, na manhã desta quarta (27), foi feita pelo ministro do Trabalho, Ronaldo Nogueira (PTB-RS), que horas depois anunciou sua demissão do cargo. Em carta entregue ao presidente Michel Temer, Nogueira afirmou que deixa a chefia da pasta porque pretende concorrer à reeleição de deputado em 2018. O petebista estava no governo desde maio de 2016 e deve ser substituído pelo colega de partido e deputado federal Pedro Fernandes, do Maranhão, que está no quinto mandato na Câmara. “Foi um susto, mas estou topando”, disse Maranhão, sobre o convite para assumir 0 ministério/Decisão no TST deve elevar custo de hora extra para empresas/Supremo liberta Pizzolato, preso no mensalão. O ministro Luís Roberto Barroso, do STF, concedeu liberdade a Henrique Pizzolato. O ex-diretor de marketing do Banco do Brasil foi condenado no mensalão a 12 anos e 7 meses de prisão por corrupção, peculato e lavagem de dinheiro. Ele fugiu para a Itália em 2013, mas foi preso em 2014 e extraditado no ano seguinte. Ele cumpria regime semiaberto na Papuda/Doria critica tribunal por impedir licitações. O prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), vê “certo exagero” na ação do Tribunal de Contas do Município. “O TCM deveria atuar na fiscalização das contas e da execução fiscal, e não em manifestações prévias”, diz. O tribunal tem barrado licitações e exigido mudanças antes da formalização de contratos. Doria teve dificuldade de licitar serviços como varrição e semáforos. O prefeito criticou os conselheiros do TCM por retardarem ações do seu mandato e, com isso, terem causado “prejuízo” à população, mesmo que tenha sido de forma não intencional. Segundo ele, o complexo do Anhembi será privatizado no próximo semestre. Cotado como candidato ao governo de São Paulo, Doria diz que será prefeito “até dezembro de 2020”/TCU suspende voos estaduais na Pampulha/Declaração de ministro é um ‘equívoco’, diz Alckmin. O governador Geraldo Alckmin (PSDB-SP) classificou como um “equívoco” a manobra declarada pelo ministro Carlos Marun (Secretaria de Governo) de atrelar a liberação de dinheiro de bancos públicos a apoio à reforma da Previdência. Oito governadores do Nordeste, dos quais seis são de partidos de oposição ao governo, também criticaram a declaração e ameaçaram processar o ministro/Matias Spektor: País deveria ter canais de diálogo fora do chavismo. O Brasil deveria trabalhar para estabelecer canais de comunicação reservados com as Forças Armadas venezuelanas e estabelecer diálogo discreto, porém constante, com chavistas moderados e grupos dissidentes, hoje exilados em Bogotá. Para nós, uma Venezuela arrebentada é problema de segurança nacional/Fortuna dos 500 mais ricos sobe US$ 1 tri em 2017.

MANCHETES DOS PORTAIS DE NOTÍCIAS:

Manchete e smbmanchetes da hora de O Globo online: Dodge entra com ação no Supremo contra indulto de Natal de Temer. Procuradora-geral da República argumenta que decreto de presidente fere a Constituição/Ministro do Trabalho pede demissão para ser candidato. Pedido foi aceito pelo presidente Temer. Deputado Pedro Fernandes será o substituto/‘Me dou muito bem com Temer’, diz indicado para o ministério. Pedro Fernandes afirmou que posse irá ocorrer no início de janeiro/Depois de sete meses de alta, país perde 12 mil postos de trabalho em novembro. Resultado é o 1º divulgado após reforma trabalhista entrar em vigor/Rio. Radares da Ponte começam a multar a partir de 15 de janeiro. Anúncio foi feito pela Polícia Rodoviária Federal nesta quarta-feira/Reforma da Previdência. Governadores do NE protestam contra pressão de Marun. Ministro condicionou liberação de recursos a apoio à reforma da Previdência/Temer: Reforma terá que ser mais radical se não for agora. Presidente disse ainda que pretende fazer uma ‘simplificação tributária’/PF encontra indícios de lavagem de R$ 6,3 milhões por Geddel. Ex-ministro teria simulado aluguel de equipamentos agrícolas/Cármen Lúcia nega pedido de liberdade de operador de Geddel. Dodge defendeu soltura de Gustavo Ferraz, ex-diretor da Defesa Civil de Salvador/Gilmar mantém cumprimento de pena de homem condenado em segunda instância. Ministro justificou sua decisão pela garantia da ordem pública/O ex-presidente americano Barack Obama é o homem mais admirado nos Estados Unidos e a ex-secretária de Estado Hillary Clinton a mulher mais admirada, segundo uma pesquisa publicada nesta quarta-feira. 

Manchete e submanchetes da hora do Estadão online: Raquel Dodge vai ao STF para tentar anular indulto de Natal de Temer. Procuradoria-Geral da República (PGR) envia ação que contesta constitucionalidade do decreto do Planalto/Vera Magalhães: Entidades do MP questionam indulto/Vem pra Rua organiza ‘tuitaço’ contra indulto natalino/Análise: A injusta polêmica sobre o indulto de Natal/Novo ministro votou contra impeachment de Dilma. O deputado federal Pedro Fernandes deverá substituir Ronaldo Nogueira após pedido de demissão/Reforma proporciona retomada do emprego, diz Nogueira/’Estou meio assustado’, diz novo ministro após indicação/Líder do PTB diz que Caged ruim não influenciou na saída/Novo ministro do Trabalho assume no dia 4 de janeiro/Roberto Jefferson confirma que PTB indicou Fernandes/Governadores ameaçam Marun após fala sobre reforma da Previdência. Ministro, que condicionou liberação de recursos a apoio, diz que só falará após ler carta de protesto/Marun admite que usa banco público para pressionar Temer: ‘Não haverá candidato que não toque no tema’. 

Manchete e submanchetes da hora da Folha online: Teoria da ‘cegueira deliberada’ ampara condenações na Lava Jato. Doutrina importada foi usada em 13 casos por Sérgio Moro e Marcelo Bretas/Tribunal de Contas exagera e prejudica cidade, afirma Doria. Para prefeito, órgão de fiscalização gera prejuízos a SP ao interferir em contratos/Jarbas Vasconcelos: O que esperar deste “novo” PMDB, que agora volta a se chamar MDB?/Entrevista com o senador Alvaro Dias, pré-candidato à presidência da República em 2018 pelo partido Podemos. Não acredito na polarização em 18, as pessoas vão refletir, diz senador. Álvaro Dias afirmou que muitos defensores Lula e Jair Bolsonaro estão agindo com o fígado/PT pode encolher no Senado em eleição pós-impeachment/PM mata três suspeitos de tráfico de drogas na zona sul de São Paulo/Foi o segundo ano consecutivo em que houve aumento da carga tributária em relação ao PIB. Carga tributária chega a 32,38% do PIB, maior nível desde 2013/Painel: TCU veta reabertura do aeroporto da Pampulha em Belo Horizonte/Aos 70 anos de independência, Índia vê crescer risco nacionalista. Famílias disputam restos de comida de sacos de lixo no centro de Caracas/Expulsão de embaixador cria oportunidade para o Brasil.

 

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.