Convenção do PSDB em São Paulo, Enem e violência no Rio ocupam as atenções da mídia

Edição: Sérgio Botêlho “Congresso pode legalizar jogo para criar fundo que já existe. União tem R$ 1 bi para segurança, mas só usou 17%”, revela a manchete de O

Edição: Sérgio Botêlho

“Congresso pode legalizar jogo para criar fundo que já existe. União tem R$ 1 bi para segurança, mas só usou 17%”, revela a manchete de O Globo. “Pauta-bomba no Congresso põe em risco ajuste fiscal”, conta a manchete do Estadão. “Sinais da retomada chegam à arrecadação. Receitas vindas de IPI e folha de salários mostram pequena reação”, informa a manchete da Folha.

Convenção do PSDB em São Paulo é destaque do noticiário, apesar de não constar de nenhuma das manchetes, é a matéria mais repetida em capas de portais e jornais desta segunda-feira, 13. Tucanos paulistas consagram Alckmin. Violência no Rio é outro dos destaques da mídia. Policiais civis acusam Exército de ter atirado em comunidade. Restaram 7 mortos. O terceiro destaque é o Enem, encerrado neste domingo, 12, com 32% de abstenção. Terremoto na fronteira Irã-Iraque é o tema que fecha os maiores destaques do noticiário.

Os destaques nos títulos

PSDB de SP ataca Aécio e lança Alckmin.  Grito de ‘fora, Aécio’ domina convenção do PSDB paulista. Reforma de Temer deve diminuir espaço do PSDB.

Enem: mais conteúdo e menos lógica. Enem cobra mais conteúdo e tem 32% de abstenção. Enem chega ao fim, mas vestibular ocupa resto do mês.

E -mail implica ex-procurador {Marcelo Miller} no caso JBS. Moro acumula 21 processos à espera de julgamento. Como novo diretor {da PF} não era o nome preferido de Torquato, relação entre os dois começou fria.

RJ tem 15 tiroteios por dia e 118 PMs mortos no ano. Mais repressão na fronteira não intimida contrabando. Comissão de juristas prepara propostas para combater o crime organizado. Policiais acusam militares por disparos em São Gonçalo e complicam investigação. Exército faz exercício de ajuda no AM, mas sem recursos para ações.

Rodrigo Maia: mudar reforma trabalhista por MP traz insegurança jurídica. Fim de imposto reduzirá a receita dos sindicatos.

Terremoto mata mais de 200 mortos na fronteira Iraque-Irã.

Aliado {Marun} de presidente afirma que Temer quase renunciou em maio.

MANCHETES DOS JORNAIS:

Manchete e submanchetes do jornal O Globo: Congresso pode legalizar jogo para criar fundo que já existe. União tem R$ 1 bi para segurança, mas só usou 17%. Há anos, governo mantém Fundo Nacional de Segurança, que sofre com contingenciamento e burocracia e é desprezado por estados/Policiais acusam militares por disparos em São Gonçalo e complicam investigação/PSDB de SP ataca Aécio e lança Alckmin/Enem: mais conteúdo e menos lógica/.

Manchete e submanchetes do jornal Estado de São Paulo: Pauta-bomba no Congresso põe em risco ajuste fiscal. Projetos que tramitam na Câmara e no Senado podem gerar despesas extras de pelo menos R$ 20 bilhões/Convenção {do PSDB em São Paulo vira ato pró-Alckmin 2018/Pedras travam eclusas de R$ 1,6 bi no Pará/E -mail implica ex-procurador no caso JBS/Enem cobra mais conteúdo e tem 32% de abstenção/42% dos fundos de ações estão abaixo do Ibovespa/RJ tem 15 tiroteios por dia e 118 PMs mortos no ano/Cida Damasco: Tudo indica que o governo caiu na real com a Previdência e pensa na reforma possível.

Manchete e submanchetes do jornal Folha de São Paulo: Sinais da retomada chegam à arrecadação. Receitas vindas de IPI e folha de salários mostram pequena reação/Grito de ‘fora, Aécio’ domina convenção do PSDB paulista/Presidente do TRE passa mais de 30% dos dias úteis fora de SP/Mais repressão na fronteira não intimida contrabando/Enem chega ao fim, mas vestibular ocupa resto do mês/Celso Rocha de Barros: Crise tucana tem boa chance de acabar em cisão/

MANCHETES DOS PORTAIS DE NOTÍCIAS:

Manchete e smbmanchetes da hora de O Globo online: Congresso pode legalizar jogo para criar fundo que já existe. Senado discute a criação de um novo fundo dentro do pacote de combate à violência/Comissão de juristas prepara propostas para combater o crime organizado. Grupo, formado a pedido da Câmara, é presidido pelo ministro do STF Alexandre de Moraes/Análise: Torquato, um ministro contrariado. Como novo diretor não era o nome preferido de Torquato, relação entre os dois começou fria/Policiais acusam militares por disparos em São Gonçalo e complicam investigação. Sete pessoas morreram durante um baile funk no Complexo do Salgueiro/Rodrigo Maia: mudar reforma trabalhista por MP traz insegurança jurídica. Governo preparou versões por medida provisória e por projeto de lei/Fim de imposto reduzirá a receita dos sindicatos. Para especialistas, movimento sindical no país precisará se adaptar e buscar mais representatividade/Terremoto mata mais de 200 mortos na fronteira Iraque-Irã. Tremor provoca desabamentos e deixa 1.700 feridos; abalo sísmico foi sentido até na Turquia/Coordenador ficou chocado com tamanho da organização criminosa no Rio. Em entrevista exclusiva, Eduardo El Hage diz que investigação atingiu apenas ‘a superfície’ do esquema de Cabral/Moro acumula 21 processos à espera de julgamento. Após três anos e meio de Lava-Jato, réus aguardam por decisões/Convenção dos tucanos em SP vira palanque para candidatura de Alckmin à Presidência. Governador mantém aliado na presidência estadual; Doria pede união e sai antes do fim. 

Manchete e submanchetes da hora do Estadão online: Em mensagem, ex-procurador previa penas para Joesley antes de delação. E-mail mostra que Marcello Miller projetou benefícios em acordo do Grupo J&F quando ainda era do MPF/Reforma de Temer deve diminuir espaço do PSDB. Pressionado pelo Centrão, presidente falou a interlocutores sobre intenção de redistribuir cargos em 15 dias/Convenção do PSDB em SP impulsiona Alckmin. Governador muda discursa e não descarta comandar a sigla, como fez Aécio antes da campanha de 2014/Terremoto na fronteira do Irã com o Iraque deixa ao menos 200 mortos. Resgate tem dificuldade de chegar aos povoados mais atingidos, que têm construções precárias. 

Manchete e submanchetes da hora da Folha online: Sinais da retomada econômica do país chegam à arrecadação federal. Análise dos resultados até setembro, realizada pelo Instituto Fiscal Independente, indica que tributos ligados à produção já levam mais dinheiro ao caixa federal/Presidente do TRE-SP viaja em 1/3 dos dias trabalhados em 2017. Mário Devienne Ferraz fez mais viagens do que os dois antecessores juntos, diz dados do CNJ/Aliado {Marun} de presidente afirma que Temer quase renunciou em maio/Exército faz exercício de ajuda no AM, mas sem recursos para ações.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.