Economia, juventude e questão da mulher são os destaques do noticiário

Edição: Sérgio Botêlho JORNAIS: Manchete e submanchetes do jornal O Globo: País leva 52% de seus jovens à exclusão do mercado. Maioria está destinada ao subemprego. Pesquisa do Bird

Edição: Sérgio Botêlho

JORNAIS:

Manchete e submanchetes do jornal O Globo: País leva 52% de seus jovens à exclusão do mercado. Maioria está destinada ao subemprego. Pesquisa do Bird mostra que ensino no Brasil é precário e distante do setor produtivo. Pesquisa do Banco Mundial (Bird) mostra que a educação falha e desconectada das necessidades do setor produtivo é a principal razão para que 52,2% dos jovens entre 15 e 29 anos percam o interesse pelo estudo, correndo o risco de não se inserirem no mercado formal de trabalho. De acordo com o Bird, esses jovens deixam a escola e não conseguem voltar, ou optam por conciliar estudos com trabalho informal, ou são afetados pela defasagem idade/série/Obstáculos no caminho da segurança. Interventor quer usar dinheiro recuperado pela Lava-Jato. Espécie de cobaia na intervenção, a Vila Kennedy foi alvo da quarta operação das Força Armadas, sem efeitos imediatos. Em nenhuma das incursões houve apreensão de armas. Mesmo assim, especialistas apoiam a estratégia. O interventor, general Braga Netto, pedirá hoje ao juiz Marcelo Bretas que o dinheiro recuperado do esquema de corrupção de Sérgio Cabral seja destinado à área de segurança. Na Cidade de Deus, garis da Comlurb colocaram de volta as barricadas do tráfico, após retirá-las para que pudessem ter acesso à favela/Um motel aconchegante na cadeia em Benfica. O MP estadual investiga a origem de seis suítes para visitas íntimas na cadeia de Benfica. Dois presos da Lava-Jato tinham autorização para usar os quartos/Bendine é condenado a 11 anos de prisão. O juiz Sergio Moro condenou Aldemir Bendini, ex-presidente da Petrobras e do Banco do Brasil, a 11 anos de prisão por corrupção passiva e lavagem de dinheiro/Fálcon critica abstenção na eleição da Venezuela. Ex-chavista e ex-integrante do Mesa de Unidade Democrática (MUD), Henri Fálcon, candidato do Partido Progressista à Presidência da Venezuela, diz que abstenção favorece Maduro/Negras têm menos chance de ocupar cargo de chefia. Estudo do IBGE mostra queda na ocupação de postos gerenciais por mulheres de 2012 a 2016. Mas negras perderam mais cargos que brancas: 4,7 contra 1,2 pontos percentuais/Flávia Oliveira: Mulheres precisam derrubar barreiras ao empreendedorismo/Penas mais severas. A Câmara aprovou projeto de lei que torna mais duras as penas por estupro coletivo e tipifica como crime a divulgação de cenas do ato. O projeto irá ao Senado/Editorial1: Cresce o risco para o combate à corrupção. A condenação de Lula deve exigir dos ministros do Supremo que se definam diante do mais sério enfrentamento de corruptos ocorrido no estado de direito/Editorial2: Aceno norte-coreano é recebido com cautela. Coreia do Sul, EUA e a comunidade internacional receberam com cautela o anúncio do líder norte-coreano, Kim Jong-un, de que estaria disposto a negociar a desnuclearização do país em troca de garantias de não agressão pelo vizinho do sul e aliados.

Manchete e submanchetes do jornal Estado de São Paulo: Futuro de 52% dos jovens do País está em risco, diz estudo. Relatório do Banco Mundial mostra que 25 milhões de brasileiros entre 19 e 25 anos não trabalham nem estudam ou frequentam a escola com atraso e estão vulneráveis à pobreza. Mais da metade dos jovens brasileiros entre 19 e 25 anos tem o futuro profissional ameaçado e, com isso, está mais vulnerável à pobreza. É o que mostra relatório do Banco Mundial, divulgado ontem. O documento inclui entre os 25 milhões de pessoas em risco de ficar fora do circuito de bons empregos os 11 milhões de “nem-nem”, aqueles que nem trabalham nem estudam; os que frequentam a escola, mas com atraso na formação, e os que trabalham na informalidade. Além do futuro dos jovens, o problema coloca em risco o crescimento da economia, porque o País vai depender do trabalho deles para continuar produzindo. O relatório lista medidas que podem ser adotadas para reverter a situação: elas vão desde programas para reduzir a gravidez na adolescência até a criação de um piso salarial menor para incentivar o primeiro emprego. O estudo do Banco Mundial também aponta que 6 milhões de brasileiros poderiam sair da linha da pobreza e o Produto Interno Bruto (PIB) teria um incremento de 1% se o País abrisse mais a economia e incentivasse a realização de reformas/União tem R$ 37 bi em ‘restos a pagar’ a prefeituras. Os municípios brasileiros têm hoje R$ 37,1 bilhões de despesas comprometidas no Orçamento do governo federal, mostra estudo da Confederação Nacional dos Municípios (CNM), obtido pelo Estado. São os chamados “restos a pagar”, valores empenhados e não liquidados. Prefeitos reclamam que a situação leva a quadro generalizado de obras inacabadas no País/Senado libera oferta de voos de Brasil e EUA. O Senado aprovou acordo de céus abertos entre Brasil e EUA, tema que divide as companhias aéreas brasileiras. A medida, que libera a oferta de voos entre os dois países, era demanda da Latam para operar com a American Airlines/DEM lança Rodrigo Maia ao Planalto/Um ‘motel’ na cadeia da Lava Jato. Suítes destinadas a visitas íntimas tinham camas de casal, paredes rosa, TV e luzes vermelhas na Cadeia Pública José Frederico Marques, no Rio, onde estão presos da Lava Jato. O Ministério Público vai investigar o caso/Celso Ming: A encrenca do preço da gasolina não está no custo do refino e na margem dos postos, mas na carga tributária/Editorial1: Washington, capital dos riscos. Duas ameaças à economia mundial partem da Casa Branca e do Congresso dos EUA: a guerra comercial, com as barreiras tarifárias, e o afrouxamento de regras bancárias/Editorial2: Conta que não fecha. Nem a necessidade de recursos extras já neste ano parece suficiente para convencer os congressistas da gravidade da crise fiscal/Editorial3: Um grande avanço ambiental. Temer cria duas gigantescas áreas de proteção marinha.

Manchete e submanchetes do jornal Folha de São Paulo: Salário desigual entre mulheres e homens reduz PIB, diz estudo. Renda per capita nas cidades deixa de subir 1,5% a cada 10% de aumento na diferença entre remunerações. A discriminação contra a mulher no mercado de trabalho reduz a atividade econômica, mostra estudo sobre o período de 2007 a 2014. Segundo a pesquisa, cada 10% de aumento na diferença entre salários de homens e mulheres —que tenha relação com o preconceito de gênero— reduz em cerca de 1,5% a expansão do PIB (Produto Interno Bruto) per capita dos municípios. Entre as capitais, a maior diferença no ano inicial do levantamento ocorria em Curitiba: o sexo do trabalhador explicava 28% da distância entre remunerações. São Paulo exibia o terceiro pior indicador, 23%. Se a capital paulista tivesse, em 2007, a mesma taxa de Florianópolis (15,4%), a renda média anual dos paulistanos subiria de R$ 52.797 para R$ 53.258 em 2014. Para calcular a discriminação, o estatístico Rafael Ribeiro dos Santos utilizou a Rais, que reúne dados do mercado formal. Ele isolou o impacto de outros fatores que influenciam os salários. “A discriminação contra a mulher não é apenas questão de injustiça social. Também gera ineficiência econômica”, afirma Regina Madalozzo, que orientou Santos no Insper/Moro condena Bendine por corrupção na Petrobras. Aldemir Bendine, ex-presidente da Petrobras e do Banco do Brasil, foi condenado nesta quarta (7) pelo juiz Sergio Moro a 11 anos de prisão por corrupção passiva e lavagem de dinheiro. Ele foi acusado de cobrar propina de R$ 3 milhões da Odebrecht em contratos da Petrobras. Bendine está preso desde julho de 2017. A defesa diz que não houve ato de corrupção e vai recorrer da decisão/Presidente rebate Barroso e diz ter acessado dados no site do STF/Serei candidato até o fim, mesmo contra Temer, afirma Maia. O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM), afirmou que caso a candidatura de Michel Temer se concretize, disputará com ele até o fim. Em entrevista à Folha, Maia disse que não será garoto-propaganda do Planalto, mas também não esconderá acertos do governo/Pena maior para estupro coletivo passa na Câmara/EUA criam exceção a novas tarifas de importação de aço. Os EUA admitiram ontem que alguns países podem ser excluídos das tarifas de importação sobre aço e alumínio. O Brasil, segundo maior exportador de aço para o país, não foi listado entre as exceções/Doria vai ressarcir Prefeitura de SP por segurança da PM/Editorial1: Lula e a loteria do STF. Caso do petista será definido por um Supremo de convicções precárias sobre prisão/Editorial2: Trapalhada de Doria. Primeira versão de decreto sobre serviços de segurança pessoal ensejava uma série de dúvidas.

Manchete do jornal Correio Braziliense: Breasília: onde as mulheres podem mais. Na única capital em que em que ganham mais que os homens, elas chefiam o STF, o STJ, o Ministério Público, a AGU… E, como têm nível de escolaridade maior, fazem a diferença nos concursos públicos/Venezuela: ONU quer apurar crimes de Maduro/Alírio sonha reagrupar a centro-direita/UNB sugere a demolição do viaduto/Editorial: Serenidade e seriedade. O Brasil vem sendo bombardeado por forças que tudo fazem para impedir a instalação de um ambiente de plena recuperação econômica e de tranquilidade política. Desde o impeachment da presidente Dilma Rousseff — absolutamente necessário e rigorosamente dentro da lei —, o país vive sobressaltado com as absurdas tentativas de derrubada do presidente Michel Temer por meio de manipulação e da utilização de provas e flagrantes forjados, com o claro intuito de ferir de morte o ocupante do mais alto cargo da República.

Manchete do jornal Valor Econômico: Brasil teme que UE também restrinja importação de aço. A decisão do governo Trump de dificultar a entrada de aço e alumínio estrangeiros nos EUA levou a União Europeia a anunciar que também restringirá suas importações desses produtos. Maior exportador de aço para os EUA, o Brasil vai sofrer com a sobretaxa unilateral imposta pelo governo americano/Lava-Jato muda perfil do setor de obra pública. A Operação Lava-Jato e o aperto fiscal mudaram radicalmente o perfil e a destinação de recursos para empreiteiras de obras públicas. Os desembolsos federais para construtoras no ano passado se concentraram basicamente na transferência de verbas para manutenção e adequação de rodovias/Mulheres da tecnologia. Mais aberta à diversidade do que a indústria e o mercado financeiro, a TI mostra mais executivas à frente de grandes companhias, como Paula Bellizia, que comanda a Microsoft no Brasil/Bancos cortam limites de crédito à BRF. Grandes bancos planejam cortar a renovação automática das linhas de crédito à BRF enquanto não houver clareza sobre a situação da companhia, conforme apurou o Valor/STF articula solução para o caso Lula. A solução que se articula no Supremo Tribunal Federal para rediscutir a prisão após a condenação em 2ª instância passa pela iniciativa de um ministro em apresentar, “em mesa”, um habeas corpus que trate da questão. A ideia é que o tema seja rediscutido a tempo de evitar a prisão de Lula/Justiça suspende o direito de voto de Nelson Tanure na Oi. Dois dos acionistas mais ativos no processo de recuperação judicial da Oi, a Pharol e Nelson Tanure, tiveram seus direitos de voto suspensos pelo juiz Fernando Viana, da 7ª Vara do Rio/Maioria do TST ignora reforma e corrige condenações pelo IPCA-E. Ao menos seis das oito Turmas do Tribunal Superior do Trabalho (TST) decidiram pela aplicação do IPCA-E para correção monetária de condenações na Justiça do Trabalho, contrariando determinação da reforma trabalhista que adotou a Taxa Referencial (TR)/Smiles reduz dividendo e beneficia Gol. Considerada um “relógio suíço” no pagamento de dividendos, a companhia de milhas Smiles, que gere o programa de fidelidade da Gol, surpreendeu o mercado ao anunciar que cortará de 100% para 25% o percentual de seu lucro a ser distribuído aos acionistas/Editorial: Para Banco Mundial, modelo brasileiro precisa ser alterado. Sistema econômico que tolhe a concorrência, privilegia a ineficiência e aloca mal seus recursos.

PORTAIS DE NOTÍCIAS:

Manchete e smbmanchetes da hora de O Globo online: Bancos estudam mudanças nas regras da dívida de cheque especial. Proposta é, após 30 dias, transformar o saldo negativo em um crédito pessoal, que tem taxa de 122,6% por ano/Ancelmo Gois: empresários vão apresentar ‘projeto para o Brasil’ aos presidenciáveis. Documento vem sendo preparado há cerca de seis meses/Maia vai lançar pré-candidatura e fala em ‘nova política’. Deputado diz querer representar um ‘novo momento’ da política/’Rodrigo Maia não será o candidato de governo, nem de oposição’, diz ACM Neto/Antes da filiação ao PSL, Bolsonaro diz que cumpre ‘missão de Deus’. Deputado faz minicomício no corredor da Câmara no meio de simpatizantes/Moro condena Bendine a 11 anos de prisão por corrupção e lavagem. Ex-presidente da Petrobrás, preso desde julho de 2017, foi acusado no âmbito da operação Lava Jato. Por ‘ousadia criminosa’, Bendine fica na cadeia da Lava Jato/Maggi defende BRF e diz que tem ‘até dó’ da empresa. Para o ministro da Agricultura, pedidos de explicações de outros países devem aumentar/Fundos de pensão perdem R$ 1,2 bi em 2 dias na BRF. Operação Trapaça acirra guerra dentro da maior exportadora de frango/BRF deve dar novo destino para a produção dos frigoríficos que tiveram exportações suspensas. Doze mercados exigem certificação de ausência/Informações usadas por defesa de Temer estavam no site do STF. Barroso afirmou que presidente teve acesso a informações privilegiadas/MST invade pela terceira vez fazenda de amigo de Temer em SP. Segundo delator, embora esteja em nome do coronel Lima, imóvel é do presidente/UE responde a Trump: ‘Guerras comerciais são fáceis de perder’. Bloco ameaça retaliar com suco de laranja e bourbon caso EUA adote sobretaxa de aço/Atriz pornô pede nulidade de ‘acordo de silêncio’ com Trump. Stormy Daniels diz que presidente não assinou contrato antes de eleição de 2016. 

Manchete e submanchetes da hora do Estadão online: /Governo federal tem R$ 37 bi em ‘restos a pagar’ a prefeituras do País. Valores de um ano para outro não foram quitados e cidades paralisam obras, mostra estudo da CNM/DEM tenta se cacifar ao lançar candidatura de Maia à Presidência. Presidente da Câmara será indicado nesta quinta pelo partido como candidato à sucessão de Temer/Maia não será candidato do governo, diz ACM Neto/Bolsonaro projeta criação da ‘bancada da metralhadora’. Na cerimônia de filiação ao PSL, deputado diz que vai se empenhar para levar militares ao Congresso/Para Ciro, eleição será decidida entre ele e Alckmin/Moro condena Odebrecht a 10 anos por corromper Bendine/UE confirma retaliação aos EUA em caso de tarifas. Produtos simbólicos americanos, como calças jeans e motocicletas Harley Davidson, seriam sobretaxados/Retaliações da UE prejudicarão Brasil, prevê governo/Trump justifica sobretaxa por causa de ‘crescente déficit’/Liderança republicana pede que Trump volte atrás/Assessor de Trump renuncia após barreira tarifária/Estudo para mudar tributo da gasolina está no início, afirma Meirelles. Pré-candidato, ministro avalia mudar política de reajuste de combustíveis para reduzir preços/TSE diz ao Supremo que voto impresso é retrocesso. Parecer afirma que regra, estabelecida na reforma eleitoral de 2015, coloca em risco o segredo do voto/Em manifesto, DEM ignora Previdência e se diz pronto para Planalto. Documento faz críticas aos governos do PT e afirma que sigla está preparada para ter candidato/’Tenho dúvidas sobre vitória do PSDB’, diz Maia/ACM Neto: ‘Maia não será candidato do governo’/Vera Magalhães: Janelas se fecham. Alckmin dedicará as próximas semanas a uma agenda intensa, enquanto assiste à gradual saída de cena de eventuais concorrentes/Defesa de Temer afirma a Barroso que não teve acesso a conteúdo sigiloso. Segundo advogados, números apresentados foram obtidos por meio de ‘intuição’ dentro do Diário de Justiça Eletrônico do STF/Procuradoria abre inquérito sobre intervenção. Objetivo é reunir demandas da comunidade e garantir que as autoridades forneçam informações das ações/Novos chefes de polícia comandarão transformação/BNDES oferecerá R$ 10 bi a capitais para segurança/CCJ do Senado rejeita proposta para regular jogos de azar. No lugar, foi aprovada, de maneira simbólica, manifestação contrária do senador Randolfe Rodrigues. 

Manchete e submanchetes da hora da Folha online: Salário mais baixo para as mulheres reduz a expansão do PIB. Entre 2007 e 2014, cada 10% de aumento na diferença salarial reduziu em 1,5% o crescimento do país/Escola Politécnica terá 1ª diretora em 124 anos na USP/Marchas e greves marcam Dia da Mulher pelo mundo/Câmara aprova tornar crime importunação sexual/Intervenção no Rio. Compartilhar Ações do Exército ignoram áreas dominadas por milícias/Ações do Exército ignoram áreas dominadas por milícias. Operações miraram apenas regiões controladas por facções. Para general, lições de episódio da ditadura podem evitar que Brasil vire narcopaís/Roberto Dias: Brasil, onde 2018 parece ter nascido no século errado/Moro condena Bendine a 11 anos de prisão por corrupção e lavagem. Ex-presidente da Petrobras e do Banco do Brasil é acusado de cobrar propina de R$ 3 milhões da Odebrecht/Lula se compara a preso político após STJ de negar habeas corpus/Eleições 2018. Maia não será candidato do governo, diz novo presidente do DEM/ACM Neto demarca distanciamento em relação a Temer e tenta amenizar imagem conservadora/Regra do TSE para pesquisas limita liberdade de expressão, dizem associações/Defesa de Temer diz que dados estavam no site do STF. Barroso reafirma que informações eram sigilosas/Fiocruz. Remédio comprado de Cuba foi superfaturado, diz ministério. Governo afirma que transferência de tecnologia para o Brasil não ocorreu/Comissão barra projeto que legaliza jogos de azar no país. Sem cassinos desde 1920, Paris abrirá clubes de jogos em 2018. 

Manchete da hora do Correio Braziliense online: Profissionais mulheres ganham mais que homens, em média, no Distrito Federal/Nas ruas por mais direitos, feministas buscam ressignificar o Dia da Mulher/Correio relembra história da jovem que foi morta em casa por ex-namorado/Cada vez mais brasileiras trocam emprego fixo pela vida de empreendedora/UnB recomenda a demolição completa de viaduto no Eixão Sul/”Já estamos com saudade”, diz irmã de mulher morta por parceiro na 406 Sul/GDF é condenado a pagar R$ 10 mi por presença de crianças no lixão/Aldemir Bendine, ex-presidente da Petrobras, é condenado a 11 anos/”Se não provarem R$ 1 na minha conta, serei um preso político”/PTB lança a pré-candidatura de Alírio Neto ao Buriti. Em um evento repleto de figuras do meio político e representantes de sindicatos da segurança pública, o PTB lançou, nesta quarta-feira (07/03), a pré-candidatura do ex-presidente da Câmara Legislativa Alírio Neto ao Palácio do Buriti. Presidente regional da sigla, ele trabalha na construção de uma frente de centro-direita, em oposição ao governador Rodrigo Rollemberg (PSB)/Presídios. Jungmann quer parede de vidro e comunicação por telefone. 

Manchete da hora do Valor Econômico online: Dólar volta a subir com queda das commodities e temor de guerra comercial/Meirelles: Política protecionista de Trump é ruim para EUA e o mundo/Bolsa reduz perdas no final e mantém 85 mil pontos/Déficit comercial dos EUA é o maior desde 2008/Brasil e países protestam na OMC contra taxa/Meirelles: mudanças em preços da Petrobras seriam no âmbito tributário/Aldemir Bendine é condenado a 11 anos na Lava-Jato/Bolsonaro diz que é contra privatizar o que for ‘estratégico’/Maia marca nova reunião sobre privatização da Eletrobras/Câmara aprova seis projetos de interesse da bancada feminina/Doria recua de medida que o beneficiaria com escolta após deixar cargo de prefeito/Agronegócios. Governo anuncia maior controle de salmonela em 15 abatedouros da BRF/Ministério da Agricultura tomou decisão de intensificar controles sobre inspeções dois dias depois de deflagrada a Operação Trapaça, mais recente fase da Operação Carne Fraca/Caos na BRF afeta tentativas de aquisição/Planos da Continental Grain ficam em espera/Franceses usam Carne Fraca contra Mercosul-UE/Assembleia discute destituição em conselho da BRF/Japão, Egito, Chile e Ucrânia questionam governo/Senado aprova acordo de ‘céus abertos’ com os EUA/Caos na BRF afeta tentativas de aquisição. “A cadeia de comando da empresa está quebrada e isso transforma a BRF em uma aposta e não em uma tese de investimento”, disse uma fonte/Política. “As palavras perderam sentido no Brasil”, reclama Barroso/Vazamento de quebra de sigilo terá investigação/Comissão do Senado rejeita legalizar jogos de azar no Brasil. PL 186/2014, relatado por Benedito de Lira (PP-AL), foi rejeitado por 13 senadores, com apenas dois votos favoráveis/Banco Mundial: Mínimo no Brasil ajuda na informalidade. 

Manchete da hora do Jornal do Brasil online: Câmara aprova maior punição para estupro coletivo. Projeto, que integra pauta da bancada feminina, vai ao Senado na véspera do Dia Internacional da Mulher/”As palavras perderam o sentindo no Brasil”, diz Barroso. Ministro do STF não quis comentar polêmica sobre processo contra o presidente Michel Temer/Ao STF, defesa de Temer nega acesso a dados sigilosos sobre inquérito. Esclarecimentos foram feitos após Barroso ter determinado a abertura de investigação para apurar vazamento/Jungmann diz que não há desrespeito em intervenção. Atuação das Forças Armadas “tem sido exemplar”, afirmou/TREs não podem cassar diploma de políticos eleitos. Decisão do STF manteve a competência única do TSE/Aldemir Bendine é condenado a 11 anos de prisão/Marcelo Odebrecht também foi condenado, a 10 anos/Lula: “Terei de ser considerado um preso político”. Em vídeo, ex-presidente critica julgamento/Interventor: “Não há território onde polícia não entre”. Braga Netto disse ainda que UPPs serão reestruturadas.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.