OI aprova plano de recuperação, Meirelles fará discurso de ataque ao PT e Gilmar Mendes solta Garotinho

Edição: Sérgio Botêlho Nas manchetes dos jornais da grande imprensa, 3 das principais notícias do dia: a aprovação do plano de recuperação da OI, pelos credores, mas, questionada pela

Edição: Sérgio Botêlho

Nas manchetes dos jornais da grande imprensa, 3 das principais notícias do dia: a aprovação do plano de recuperação da OI, pelos credores, mas, questionada pela Anatel; antecipação do discurso de Meirelles, no programa do PSD, hoje, à noite, com ataques ao PT; e o novo currículo escolar determinado pelo MEC.

Nas manchetes dos portais, outros assuntos em destaque, na mídia: Servidores estaduais {do Rio de Janeiro} começam a receber salários atrasados”. “Gilmar suspende prisão preventiva do ex-governador Anthony Garotinho”. Ministro também livrou da prisão o presidente do PR, Antônio Carlos Rodrigues.

Segue a SINOPSE DE 21 DE DEZEMBRO DE 2017

MANCHETES DOS JORNAIS:
Manchete e submanchetes do jornal O Globo: Oi ganha fôlego para investir em serviços. Plano aprovado por credores exige aportes por 5 anos. Valores obtidos com a venda de ativos terão de ser destinados à melhoria dos serviços e da rede da operadora. A Oi obteve o aval da maioria de seus 55 mil credores a seu plano de recuperação judicial. Na negociação, a empresa aceitou ampliar de três para cinco anos o prazo durante o qual todos os recursos levantados com a venda de ativos deverão ser destinados a investimentos. Com isso, segundo analistas, terá fôlego para melhorar os serviços a seus 63 milhões de clientes e também a usuários de outras operadoras que alugam a rede da tele. Os investimentos da Oi devem subir de R$ 5 bilhões para R$ 7 bilhões nos próximos três anos/Maluf irá para ala de idosos da Papuda. Condenado em maio por desvio de dinheiro na época em que era prefeito de São Paulo, o deputado federal Paulo Maluf (PP-SP), de 86 anos, se entregou ontem na sede da Polícia Federal, na capital paulista. A prisão foi determinada pelo ministro Edson Fachin, do STF. A Justiça decidiu que o parlamentar será transferido para a ala de idosos do Complexo Penitenciário da Papuda, em Brasília. Alegando problemas médicos, a defesa de Maluf, condenado a 7 anos e nove meses, já pediu o relaxamento da prisão. O presidente da Câmara, Rodrigo Maia, afirmou ontem que a perda de mandato de Maluf deve ser decidida em votação do plenário e não por ato da Mesa Diretora, como determinou Fachin/Gilmar Mendes manda soltar Garotinho. Para presidente do TSE, não havia motivo para prisão preventiva do ex-governador/Estado, enfim, começa a pagar salários atrasados. Depois de mais uma batalha nos tribunais, o Estado do Rio começou a pagar a servidores, no fim da noite de ontem, os salários de outubro e o 13º do ano passado. A pendência era uma liminar que impedia o uso de ações da Cedae como contragarantia do empréstimo do banco PNB Paribas, que será usado para quitar os vencimentos atrasados. “A situação é deprimente”, desabafou a aposentada Maristela Farias, ao fim de um dia de incertezas às vésperas do Natal/Desarmando a violência no Rio. Mais de duas mil armas irregulares apreendidas no Rio foram destruídas ontem numa unidade do Exército em Deodoro. A ministra Cármen Lúcia, presidente do STF, participou da cerimônia, que marca o combate à violência no estado. Até o fim deste mês, cerca de 100 mil armas, além de munição, deverão ser descartadas/Presidente do Peru recorre. Na véspera do julgamento de impeachment no Congresso, hoje, o presidente do Peru, Pedro Pablo Kuczynski, recorreu à Justiça para tentar bloquear a votação/Galeão de olho no Santos Dumont. Presidente do braço internacional da Changi, de Cingapura, que assumiu o controle do Galeão esta semana, quer expandir a atuação do grupo no Brasil e na América Latina.

Manchete e submanchetes do jornal Estado de São Paulo: Meirelles, na TV, critica gestão Dilma e ‘populismo’. Em programa do PSD, ministro adotará tom eleitoral para criticar PT e dizer que brasileiro não quer ‘aventuras’. O ministro Henrique Meirelles (Fazenda) ocupará praticamente todo o programa eleitoral do PSD no rádio e na TV, hoje, para lançar as bases de sua pré-candidatura ao Palácio do Planalto, apesar de afirmar que só tomará a decisão de concorrer ou não à Presidência depois de março. Em tom eleitoral, ele atacará “o populismo e os oportunistas que fazem mal ao País”. Presidente do Banco Central nos dois mandatos de Luiz Inácio Lula da Silva (2003-2010), ele vai dizer que “o governo anterior (de Dilma Rousseff) quebrou o Brasil”. Meirelles afirma que os brasileiros “não querem mais saber de aventuras”. Na televisão, o ministro tentará se apresentar como um candidato de centro. Ao falar das reformas, diz que elas “dependem de um grande e poderoso reencontro de milhões de brasileiros, que são maioria e que não estão nos extremos do ponto de vista político e ideológico”/Mudou o discurso. O ex-presidente Lula afirmou ontem em entrevista coletiva que não quer mais ser visto como um radical e que vai dialogar com empresários “que pensam no Brasil”. “Não tenho cara de radical nem o radicalismo fica bem em mim”, disse/Foto-legenda: Maluf começa a cumprir pena. O deputado Paulo Maluf (PP-SP) é conduzido por policiais federais para a realização de exame de corpo de delito, em São Paulo: condenado a 7 anos e 9 meses de prisão por lavagem de dinheiro, o ex-prefeito, de 86 anos, começou a cumprir pena ontem. Juiz determinou sua transferência para a Penitenciária da Papuda, em Brasília, mas a defesa protocolou pedido de prisão domiciliar/Gilmar Mendes manda soltar Garotinho e presidente do PR. O ministro do STF e presidente do TSE, Gilmar Mendes, não viu justificativa para manter a prisão do ex-governador Anthony Garotinho e do presidente do PR, Antonio Carlos Rodrigues. Garotinho é acusado de corrupção, organização criminosa e falsidade na prestação de contas. Rodrigues é alvo de investigação sobre propina/’Temos de melhorar, sobretudo em zeladoria’. Ao final de seu primeiro ano de mandato, o prefeito de SP reconhece: “Temos de saber ouvir e ter humildade para melhorar, sobretudo os programas de zeladoria urbana”. Ele diz que reforçará o caráter gestor da administração. Com a entrevista, o Estado inicia uma série com o balanço do início de seu governo/No País, 76% vivem em condições precárias/Leilões de energia atraem R$ 40 bi em investimentos. Os quatro leilões de energia feitos neste ano pela Aneel – dois de linhas de transmissão e dois de geração – atraíram R$ 40 bilhões de investimentos da iniciativa privada. O último ocorreu ontem. Em geral, a disputa foi acirrada e garantiu deságios médios de até 54,6%, o que significa menor preço da energia para o consumidor/Celso Ming: Inspeção veicular em escala nacional está correta. Problema é se vai funcionar ou não.

Manchete e submanchetes do jornal Folha de São Paulo: Currículo escolar nacional passa a valer em dois anos. Norma do governo prevê o que será ensinado a cada ano da educação básica. O Ministério da Educação homologou ontem a chamada Base Nacional Comum Curricular. Discutida ao longo de três anos, ela prevê o que escolas públicas e privadas devem ensinar a cada ano da educação básica (crianças e jovens de 0 a 14 anos). A norma vai basear a elaboração dos currículos escolares e terá impacto também na produção de livros. O sistema educacional tem até 2020 para se adequar. A discussão sobre o ensino médio, principal gargalo, será objeto de outra proposta. A base é dividida em cinco áreas de conhecimento: linguagens, matemática, ciências da natureza, ciências humanas e ensino religioso. Alvo de polêmica, as menções a gênero e orientação sexual foram retiradas do texto. Durante evento de homologação, o ministro Mendonça Filho (DEM) anunciou que o governo vai liberar R$ 100 milhões em 2018 para apoiar a implantação da base. O ministério terá de colaborar com os Estados. Eles terão de coordenar o alcance da base aos municípios e a cada sala de aula, com capacitação de professores, coordenadores e diretores. O parecer da base já prevê uma revisão. Cinco anos após a implementação, em 2025, o país deve voltar a discutir seu conteúdo. A gestão Michel Temer (MDB) manobrou para homologar o projeto neste ano. A ação pode beneficiar Mendonça Filho, que deve deixar o cargo em abril para se candidatar às eleições de 2018 em Pernambuco/Lula declara ter ‘tesão de 20 anos’ para ser candidato. O ex-presidente Lula (PT) disse não temer ser condenado no julgamento do caso tríplex em segunda instância, em 24 de janeiro. “A minha condenação será a negação da Justiça.” Ele também reiterou que concorrerá à Presidência. “Como podem tentar evitar que um velhinho de 72 anos, energia de 30 e tesão de 20 seja candidato? Não é possível/Paulo Maluf deixa o IML em São Paulo; a Justiça determinou que o deputado do PP, condenado por lavagem de dinheiro, vã para a prisão da Papuda, em Brasília/Governo Alckmin afirma ser vítima de empreiteiras. A gestão Alckmin (PSDB) processará as empreiteiras que revelaram cartel para dividir obras no Estado de SP. O valor pedido como ressarcimento de supostos prejuízos ainda será avaliado. A linha de defesa do governo, que argumenta ser vítima de conluio, é a mesma do caso do cartel de trens da Siemens e da Alstom/Vinicius Torres Freire: Intenção é não deixar nenhuma criança para trás. Na média, esse inédito programa unificado para as escolas parece suficiente para o que se propõe. Isto é, uma régua e um calendário para pautar e medir o progresso dos estudantes. Para o bem ou para o mal, por si só a base não é capaz de criar ou resolver problemas na sala de aula/Alamiro V. S. Netto. Condução forçada antes de chamado a depor é ilegal. A condução coercitiva é a excepcionalidade, instrumento de reforço para a hipótese de descumprimento pela pessoa do chamado para depoimento. Nesse sentido, a condução não pautada por essa premissa é ilegal, haja vista a falta de previsão legislativa que autorize os agentes do Estado a assim agirem/Setor automotivo investiu menos com o Inovar-Auto. A indústria automotiva reduziu o gasto com pesquisa e inovação durante o tempo em que vigorou o Inovar-Auto, lançado em 2012 por Dilma Rousseff para estimular investimentos. Com o programa, as montadoras pouparam cerca de R$ 6,6 bilhões em impostos. Os incentivos expiram no fim do ano, e o Ministério da Fazenda resiste em renová-los/Anatei vai recorrer contra plano de recuperação da Oi.

MANCHETES DOS PORTAIS DE NOTÍCIAS:
Manchete e smbmanchetes da hora de O Globo online: Servidores estaduais começam a receber salários atrasados. Pagamento começou a cair nas contas dos funcionários na noite desta quarta-feira; valor do 13º salário depositado não englobou os juros/Ancelmo Gois: Gilmar Mendes manda soltar Anthony Garotinho. Na decisão, ministro do TSE afirma que não verificou ‘presença dos requisitos autorizadores da prisão preventiva’. Ministro também manda soltar presidente do PR/’Teremos um Natal em paz’, diz Clarissa Garotinho sobre habeas corpus do pai/Justiça determina que Maluf seja transferido para Brasília. Deputado deve ser levado depois para a ala de idosos do Centro de Detenção Provisória do Distrito Federal/Plenário da Câmara deve decidir sobre cassação de mandato de Maluf, diz Rodrigo Maia. Decisão de Fachin determinou que a medida deveria ser cumprida pela Mesa Diretora da Câmara/Defesa alega câncer e pede prisão domiciliar para Maluf. Recurso foi protocolado na Vara de Execuções Penais do DF 4/Análise: Maluf leva para a cadeia velho jeito de fazer política/Fachin nega a Aécio acesso total a delações da Odebrecht. Segundo o ministro do STF, é preciso especificar processos que mencionam senador/Justiça nega a Lula indenização de R$ 1 milhão por power point. Ex-presidente moveu contra o procurador Deltan Dallagnol por gráfico no qual foi apresentado como chefe de esquema criminoso na Petrobras/Após Gilmar barrar condução coercitiva, Lava-Jato deve ampliar prisões temporárias/Se STF revir reajuste, servidores terão que devolver aumento, diz AGU. Governo também não poderá cobrar aumento da contribuição previdenciária dos servidores de 11% para 14%/Reforma tributária nos EUA terá impacto no Brasil. Para especialistas, empresas americanas podem rever investimentos. Alíquota de impostos para empresas cai de 35% para 21%/Morre o cardeal Bernard Law, envolvido em escândalo de pedofilia. Papa pede orações por cardeal que acobertou pedofilia. Vítimas de Bernard Law expressam raiva: ‘Espero que ele tenha o que merece no inferno’; Francisco é esperado para o funeral/Justiça barra nomeação de seis brancos que usaram cotas raciais no Itamaraty. MPF os acusou de tirar vantagem indevida em concurso para diplomata/Assembleia da Oi: energético, choro e 17 horas de negociação. Maior reunião de credores no país teve 600 pessoas, área VIP e entrevista às 2h30m/Impacto no Brasil de decisão na Europa sobre Uber é limitado. Debate no país é mais focado na atuação dos motoristas e menos na natureza do serviço, dizem especialistas/Uber pode ser regulado como transporte, decide tribunal da UE. Projeto que regula aplicativos como o Uber está parado no Congresso/Mudanças no Senado obrigaram retorno do texto à Câmara

Manchete e submanchetes da hora do Estadão online: Gilmar suspende prisão preventiva do ex-governador Anthony Garotinho. Presidente do TSE diz que não há indícios de ‘tentativa de afrontar garantia da ordem pública ou econômica’/TSE solta presidente do PR, antes considerado foragido pela Justiça. Gilmar Mendes acolheu habeas corpus seguindo os mesmos fundamentos adotados por Dias Toffoli/Raquel Dodge insiste em bloqueio de bens de Aécio Neves. Procuradora recorre contra decisão do ministro do STF Marco Aurélio Mello, que indeferiu confisco/Justiça do DF ordena que Maluf vá para Papuda. Defesa considerou positiva transferência para ‘ala de idosos’; deputado, de 86 anos, se entregou à PF em SP/Lula diz que nunca se perdoou por posar para foto ao lado de Maluf. Encontro na eleição municipal de 2012, quando PT fez aliança com o PP, teria sido exigência de Maluf/’Não vou ser mais radical’, afirma Lula Lula diz que não quer ser ‘inocente condenado’ Lula mantém tendência de alta em aprovação/Doria vai reajustar tarifa de ônibus de SP em 2018. Último aumento foi em janeiro de 2016; valor e data para mudança ainda não estão definidos. Doria quer privatizar Anhembi no começo de 2018. Sambódromo e Interlagos não serão mais usados na Virada/’Governo anterior quebrou o País’, diz Meirelles. Possível candidato em 2018, ministro da Fazenda também atacou ‘oportunistas’ em propaganda do PSD/Chavismo anulará partidos que boicotarem eleições. Decreto da Constituinte estabelece que os partidos devem ter participado do pleito anterior/Câmara aprova corte radical de impostos, na maior vitória de Trump. Texto deve ser sancionado pelo presidente; corte deve chegar a US$ 1,5 trilhão em dez anos/EUA ameaçam cortes por votação sobre Jerusalém/Facebook e Microsoft evitaram ciberataques, diz EUA/Com greve de policiais, RN fecha comércio. Agentes cruzaram os braços por causa de salários atrasados; nº de roubos a bancos e de veículos aumenta/Estado em crise. Temer assina protocolo de recuperação fiscal do RS. Ato é o primeiro passo para o Estado entrar programa de socorro financeiro do governo federal/SC aprova fim da aposentadoria vitalícia de governadores/Privatização da Eletrobrás pode ir ao Congresso até sexta, diz Moreira Franco. Projeto que trata da venda da estatal do setor elétrico chegou à Casa Civil na semana passada/PPI teve R$ 142 bi em investimentos, diz Moreira PT se alia a PC do B contra venda de ativos de estatais Entenda o processo de privatização da Eletrobrás.

Manchete e submanchetes da hora da Folha online: Folha verão. A cada dez praias impróprias para o banho, sete estão em áreas urbanas. Levantamento da Folha analisou 1.217 locais em 13 Estados; Recife tem a pior situação/Esgoto clandestino ameaça praias limpas de SP/Setor automotivo investiu menos com o programa Inovar-Auto. Objetivo do plano criado em 2012 era estimular grandes montadoras a aplicar recursos no país/Mercado Aberto: Fazenda não quer abate de imposto e fundo setorial para o Rota 2030/Anatel não levará em consideração plano de recuperação judicial da Oi. Operadora só vai dar lucro em 2024, diz consultoria/Eletrobras avalia transferir dívida bilionária de distribuidoras à União. Plano de privatização pode ir ao Congresso até sexta/Entrevista: País vive crise gigante gerida por nanicos, diz senadora Kátia Abreu/Mônica Bergamo: Funaro leu 13 livros e fez 7 cursos para diminuir sua pena na prisão. Doleiro leu biografias de Mandela e Tancredo/Opinião: Condução coercitiva deveria ser usada apenas de forma excepcional/’O que é que custa enviar intimação?’, diz Gilmar/’Ele vai até onde o povo quiser que ele vá’, diz Lula sobre Bolsonaro/Roberto Dias: Será preciso melhorar a leitura do jogo para bater Bolsonaro em 2018/Em Outubro: Temer se reuniu com a Globo para discutir cobertura de seu governo/Número de brasileiros com visto de residência em Portugal cresce 222%/América do Sul: Congresso dominado pela oposição sela destino de presidente do Peru/Suspeito de receber propina da Odebrecht, Pedro Pablo Kuczynski pode perder mandato/Eleição parlamentar catalã vira novo plebiscito para independência/Clóvis Rossi: Apenas a negociação pode começar a dissolver atual crise na Catalunha/Opinião: Reforma tributária americana impactará profundamente o Brasil.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.