Imprensa continua dando destaque ao andamento da reforma da Previdência, agora, com empresários buscando parlamentares

Edição: Sérgio Botêlho “Em 15 anos, país matou o equivalente à população de uma Lisboa e meia. Pelos dados oficiais, Brasil registrou um homicídio a cada dez minutos no

Edição: Sérgio Botêlho

“Em 15 anos, país matou o equivalente à população de uma Lisboa e meia. Pelos dados oficiais, Brasil registrou um homicídio a cada dez minutos no período entre 2001 e 2015”, diz a manchete de O Globo. “Por Previdência, empresários vão até a casa de deputados. Representantes de diversos setores fazem corpo a corpo com parlamentares”, revela a manchete do Estadão. “Candidato de Temer teria 40% do tempo de TV na campanha. Cálculo que daria vantagem contra PSDB, PT, Marina e Bolsonaro depende de aliança do PMDB com o ‘centrão’”, prevê a manchete da Folha.

DESTAQUES. Marcha da reforma da Previdência é o tema mais abordado no noticiário desta terça-feira, 12. Conforme a manchete do Estadão, empresários decidiram fazer corpo-a-corpo com os deputados. Outras matérias em destaque: Lula e Bolsonaro podem ser condenados por campanha antecipada, diz Gilmar Mendes. Marun indica que CPI da JBS pode indicar Janot. Rocha Loures vira réu e Fachin nega adiar julgamento. ONU revê para cima crescimento do Brasil em 2018. PT de São Paulo pode perder quase metade dos candidatos.

JUSTIÇA/INVESTIGAÇÕES. Lula e Bolsonaro podem ser condenados, diz Gilmar. ‘Isso pode levar ao reconhecimento de abuso de poder econômico por campanha antecipada. Comissão de ética vai investigar seis ministros por caronas em voos. Esquema de Cabral recebeu R$ 500 milhões em propina, estima operador. Tiririca usou verba pública para viajar a locais dos seus shows. Caetano Veloso entra com queixa-crime no STF contra Marco Feliciano. Petrobras pede que Gleisi e mais dois devolvam R$ 1 milhão. Marun indica que CPI da JBS pedirá indiciamento de Janot. PF investiga propina de R$ 160 milhões da JBS para fraudar Receita. Ex-assessor de Temer, Rocha Loures vira réu por mala com R$ 500 mil. Fachin nega pedido de Loures para adiar julgamento. J&F repassará ao Petros quase R$ 2 bi ao longo de 25 anos. A procuradora-geral, Raquel Dodge, pediu à PF a abertura de 5 inquéritos para investigar vazamentos de delações. O TRE condenou o ex-prefeito Eduardo Paes e o deputado Pedro Paulo por abuso de poder político e econômico.

REFORMA DA PREVIDÊNCIA. Governo ainda precisa de 40 a 50 votos para aprovar reforma da Previdência, diz Marun. Maia: ‘Não é fácil’ votar Previdência na semana que vem. Presidente da Câmara diz que o DEM já tem maioria favorável à aprovação da mudança. Atual reforma não é suficiente, dizem economistas. Governo diz que a reforma respeitará direitos adquiridos. Tucanos resistem a plano de Alckmin para reforma. Gilmar disse que o Congresso está ‘se redimindo’. Marconi Perillo condiciona reforma a emendas. Construtoras fazem mobilização a favor da reforma. Ministros da Integração Nacional, Saúde e Cidades negociam com deputados os votos pró-Previdência. O governo estuda a liberação de mais recursos. Planalto já admite votar Previdência no ano que vem. Cúpula do governo tacha de privilégios benefícios que já tem. O governo conta 270 votos a favor. Precisa de 308 para que o texto passe na Câmara.

INTERNACIONAL . Suspeito cita ações de Israel em Gaza como motivo de ataque em Nova York. Explosão foi tentativa de atentado terrorista, diz prefeito.

ECONOMIA. ONU revê para cima crescimento do Brasil em 2018. Mudança em lei de falências dá mais poder aos bancos.

MANCHETES DOS JORNAIS:

Manchete e submanchetes do jornal O Globo:  Em 15 anos, país matou o equivalente à população de uma Lisboa e meia. Pelos dados oficiais, Brasil registrou um homicídio a cada dez minutos no período entre 2001 e 2015; a violência cresceu em ritmo maior que o número de habitantes, e nem as guerras e os atentados pelo mundo fizeram tantas vítimas/Miriam Leitão: Proteger o futuro. Emergência maior entre jovens e negros/Ilona Szabó: O papel dos municípios. Cidades devem se envolver na busca de soluções/Núcleos de inteligência não andaram. Novos presídios também ficaram na promessa/Dodge investiga vazamentos. A procuradora-geral, Raquel Dodge, pediu à PF a abertura de 5 inquéritos para investigar vazamentos de delações. Ela estuda não dar andamento às delações vazadas/Paes e Pedro Paulo ficam inelegíveis. O TRE condenou o ex-prefeito Eduardo Paes e o deputado Pedro Paulo por abuso de poder político e econômico. Os dois ficam inelegíveis por 8 anos. Cabe recurso ao TSE/Caixa tenta obter R$ 15 bi do FGTS. A Caixa Econômica espera ser autorizada hoje pelo Senado a receber empréstimo de R$ 15 bi do FGTS. Com a verba, seria destravado o crédito imobiliário para a classe média/Atentado falha e deixa 4 feridos. A explosão parcial de uma bomba por um bengalês feriu 4 em Nova York. Trump usou ataque para reforçar discurso contra imigrantes/Em crise, Rio prepara carnaval do ‘aperto’. Sem patrocínio de empresas e verbas públicas, escolas de samba do Rio preparam desfile em ritmo lento. No barracão da Mangueira, turno da noite será suspenso por economia de água e luz.

Manchete e submanchetes do jornal Estado de São Paulo: Por Previdência, empresários vão até a casa de deputados. Representantes de diversos setores fazem corpo a corpo com parlamentares para convencê-los a aprovar texto da reforma; governo precisa de 308 votos/Conta chegou e não dá para adiar. Pacote de medidas equilibrou contas, mas insegurança jurídica trava investimentos. A reforma da Previdência está atrasada em duas décadas e a conta desse adiamento chegou e é pesada, disseram os especialistas que participaram ontem do Fórum Estadão/Negociação direta. Ministros da Integração Nacional, Saúde e Cidades negociam com deputados os votos pró-Previdência. O governo estuda a liberação de mais recursos/PT estadual pode perder quase metade dos candidatos. Partidos. Levantamento interno estima que 99 filiados se colocam para disputar vaga de deputado estadual ou federal em 2018; crise e impeachment motivam recuo no Estado/Rocha Loures vira réu no caso da mala com R$ 500 mil. Juiz de Brasília aceita denúncia do MPF contra Rodrigo Rocha Loures, filmado com R$ 500 mil/Homem fere 3 com bomba caseira no metrô de NY. Ameaça terrorista. Segundo autoridades, o bengalês Akayed Ullah, que tem visto de residência permanente nos EUA, fez artefato em casa e pretendia provocar uma explosão de grandes proporções; preso, ele disse querer se vingar das ações de Israel em Gaza/Airbus pagará R$ 30 mi por queda de avião. Tragédia em Congonhas deixou 199 mortos em 2007; Airbus destaca que acordo ‘não implica nenhum reconhecimento de culpa’.

Manchete e submanchetes do jornal Folha de São Paulo: Candidato de Temer teria 40% do tempo de TV na campanha. Cálculo que daria vantagem contra PSDB, PT, Marina e Bolsonaro depende de aliança do PMDB com o ‘centrão’/Empresa teria criado perfis falsos para tentar influenciar eleições/Planalto já admite votar Previdência no ano que vem. Com dificuldade para obter votos até a próxima semana, o Planalto avalia deixar a votação da reforma da Previdência para 2018. “Se não for para ser neste ano, que seja no próximo”, disse o ministro Dyogo Oliveira (Planejamento). O governo conta 270 votos a favor. Precisa de 308 para que o texto passe na Câmara/Cúpula do governo tacha de privilégios benefícios que já tem/De cada dez escolas da elite no Enem, só uma é pública. Levantamento da Folha com base nos resultados do Enem 2016 afirma que apenas uma de cada dez escolas no grupo das que têm as 10% maiores notas é pública/Benjamin Steinbrunch: Conservadorismo adia a retomada do crescimento. Na medida em que a economia brasileira se recupera, nos convencemos de que o país perdeu, por conservadorismo, pontos a mais do PIB do que seria necessário para retomar o crescimento. A economia precisa de atitudes ofensivas, muito além das reformas defensivas/Mudança em lei de falências dá mais poder aos bancos/Justiça Eleitoral do Rio torna Eduardo Paes inelegível/Rocha Loures se torna réu no caso da mala de R$ 500 mil.

MANCHETES DOS PORTAIS DE NOTÍCIAS:

Manchete e smbmanchetes da hora de O Globo online: Esquema de Cabral recebeu R$ 500 milhões em propina, estima operador. Em depoimento, Carlos Miranda contou que pagamentos eram mensais e havia até ‘uma espécie de 13º e 14º salários’/Lauro Jardim: TRE torna Eduardo Paes e Pedro Paulo inelegíveis em 2018. Deputado Freixo acusa a gestão de Paes de usar a prefeitura para contratar, por R$ 7 milhões, empresa para elaborar o plano de governo de Pedro Paulo/Juiz federal aceita denúncia, e Rocha Loures vira réu. Ex-assessor de Temer recebeu mala de R$ 500 mil que, segundo o MPF, seria para o presidente. Em acolhimento de denúncia, juiz afirma que provas vão além da mala/Justiça suspende novas regras para cobrança do IPTU no Rio. Decisão toma como base duas representações movidas por deputados estaduais que questionam a legalidade do reajuste/Tiririca usou verba pública para viajar a locais dos seus shows. Deputado utilizou cota parlamentar da Câmara para comprar passagens aéreas. ‘Com vergonha da política’, ele anunciou recentemente que vai encerrar a carreira política/CNN: Suspeito cita ações de Israel em Gaza como motivo de ataque em Nova York. Sem antecedentes criminais, autor de explosão afirmou que agiu por vingança/Jornal de NY publica foto de suposto responsável por explosão/Prefeito: Explosão foi tentativa de atentado terrorista, diz prefeito. Quatro pessoas ficaram feridas, incluindo o autor, que acabou preso/Caetano Veloso entra com queixa-crime no STF contra Marco Feliciano. Advogados do cantor acusam deputado de injúria e difamação/Governo ainda precisa de 40 a 50 votos para aprovar reforma da Previdência, diz Marun. Futuro ministro diz que matéria começa a ser discutida na quinta e ‘não sai mais da pauta’/Maia: ‘Não é fácil’ votar Previdência na semana que vem. Presidente da Câmara diz que o DEM já tem maioria favorável à aprovação da mudança/Aposentados e pensionistas já são 14,2%. Participação de beneficiários na população cresceu 72,1% em 23 anos, diz Ipea/Petrobras pede que Gleisi e mais dois devolvam R$ 1 milhão. Presidente do PT é acusada de ter sido beneficiada com recursos oriundos da estatal/Marun indica que CPI da JBS pedirá indiciamento de Janot. Eduardo Pellela, ex-chefe de gabinete, também seria indiciado no mesmo pacote/Casas de luxo e até Ferrari entre os bens de auditor da Receita. Fraude fiscal em benefício da companhia pode ultrapassar ‘centenas de milhões de reais’/PF investiga propina de R$ 160 milhões da JBS para fraudar Receita. 

Manchete e submanchetes da hora do Estadão online: Candidaturas do PT no Estado de SP podem cair quase pela metade em 2018. Levantamento da sigla estima que 99 filiados devem concorrer a deputado; em 2014, eram 174 candidatos/Lula e Bolsonaro podem ser condenados, diz Gilmar. ‘Isso pode levar ao reconhecimento de abuso de poder econômico’, diz o ministro sobre atos antecipados/Ex-assessor de Temer, Rocha Loures vira réu por mala com R$ 500 mil. Ex-deputado do PMDB foi filmado em negociações e ao receber o dinheiro de executivo da JBS/Meirelles diz que momento da reforma é agora. Ministro disse ainda que a pauta é uma necessidade, não uma escolha, e será feita em algum momento/Fachin nega pedido de Loures para adiar julgamento/Justiça solta irmã de Lúcio Funaro/J&F repassará ao Petros quase R$ 2 bi ao longo de 25 anos/Atual reforma não é suficiente, dizem economistas. Em evento organizado pelo ‘Estado’, analistas dizem que próximo governo terá de propor novas mudanças/Sindicatos intensificam protestos contra a reforma/Governo diz que a reforma respeitará direitos adquiridos/Ministro Moreira Franco pede ‘sensibilidade’ dos deputados sobre reforma/Maia: ‘Muito difícil votar reforma antes do recesso’. Presidente da Câmara diz que tentar votação sem ter garantido 308 votos favoráveis é ‘ruim para o Brasil’/Tucanos resistem a plano de Alckmin para reforma/Gilmar disse que o Congresso está ‘se redimindo’/Marconi Perillo condiciona reforma a emendas/Construtoras fazem mobilização a favor da reforma/ONU revê para cima crescimento do Brasil em 2018. Economia nacional tem maior revisão pela entidade entre os principais mercados do mundo. 

Manchete e submanchetes da hora da Folha online: Candidato apoiado por Temer teria 40% do tempo de TV na campanha. Cálculo que daria vantagem contra PSDB, PT, Marina e Bolsonaro depende do ‘centrão’/DEM engorda bancada na Câmara e desidrata o PSB/Frente Brasil Popular nega apoio imediato a Lula/Notícias Falsas. TSE planeja canal de denúncia para combater as ‘fake news’ na eleição/Tucanos. ‘FHC é o único presidente de quem brasileiros têm orgulho’, diz Doria/Arthur Virgílio sobe o tom contra Alckmin e cobra prévias/Mônica Bergamo: Doria é mentiroso que jamais se desculpou, diz Alberto Goldman. Prefeito chamou ex-governador de ‘fracassado’/Comissão de ética vai investigar seis ministros por caronas em voos. Instaurada após reportagem da Folha, apuração de comissão da Presidência vai investigar se houve irregularidade na oferta de caronas em aviões da FAB/Rocha Loures vira réu por corrupção em caso de mala de dinheiro. Ex-assessor de Temer é acusado de transportar R$ 500 mil em propina da JBS/Relator de CPI quer indiciamento de ex-cúpula da Procuradoria-Geral/Gilmar diz que TSE pode cassar diplomação de Lula e Bolsonaro. Para presidente do tribunal, isso pode ocorrer se for comprovado abuso de poder econômico/Suspeito de tentativa de ataque citou decisão sobre Jerusalém. Akayed Ullah, 27, amarrou bomba caseira em seu corpo com lacres de plástico, dizem oficiais/Para moradores do Oriente Médio, EUA ganharam influência na região/Reforma será votada quando debate estiver maduro, diz ministro Moreira Franco.

 

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.