Subsídios e denúncias são destaques das manchetes dos jornais da grande imprensa

Edição: Sérgio Botêlho MANCHETES DOS JORNAIS: Manchete e submanchetes do jornal O Globo: Energia ficará mais barata para pequena empresa. Compra será direta de geradores. Se mudança passar, 24

Edição: Sérgio Botêlho

MANCHETES DOS JORNAIS:

Manchete e submanchetes do jornal O Globo: Energia ficará mais barata para pequena empresa. Compra será direta de geradores. Se mudança passar, 24 mil clientes terão economia de R$ 2 bilhões por ano. A reforma do setor elétrico em gestação no governo prevê que pequenas empresas e estabelecimentos comerciais poderão comprar energia diretamente dos geradores, sem passar pelas distribuidoras, o que permitirá reduzir custos. Especialistas dizem que, se o Congresso aprovar, até 24 mil empresas poderão ser beneficiadas, reduzindo seus custos de energia em R$ 2 bilhões por ano. Terão acesso ao mercado livre os que tiverem contas mensais de R$ 15 mil/Na Polícia Civil, falta até papel para as ocorrências. Delegacias sem papel para registrar ocorrências, viaturas sucateadas, móveis quebrados. A penúria da Polícia Civil do Rio é enorme. De R$ 23 milhões previstos no Orçamento para atividades operacionais e administrativas, ela só foi autorizada a gastar R$ 12 milhões e só pôde pagar R$ 5,6 milhões/Violência leva Escola Parque, em Brasilia, a se mudar/Olimpíada de Inverno começa. A canadense Kaitlyn Lawes em disputa de curling na Olimpíada de Inverno, na Coreia do Sul. A cerimônia de abertura será hoje, com a participação do Brasil/Tendência do TSE é negar registro a Lula. Lei da Ficha Limpa A tendência entre os ministros do Tribunal Superior Eleitoral é não autorizar o ex-presidente Lula a concorrer ao Planalto. Eventuais recursos serão julgados rapidamente/Gilmar manda soltar Côrtes. O ex-secretário de Saúde do Rio Sérgio Côrtes, acusado de corrupção passiva, foi solto por ordem do ministro do STF Gilmar Mendes/Deputado tenta entrar no Paraguai e acaba preso/Huck tem estilo do PSDB, diz FH. Aliados de Geraldo Alckmin reclamaram das declarações do ex-presidente a favor de Luciano Huck. FH voltou a elogiar o apresentador/Crivella promete dar chave a Momo/Fantasia de índio, a mais nova polêmica. Campanha politicamente correta das redes sociais contesta o uso de vestimentas étnicas ou religiosas por foliões no carnaval de rua. Iniciativa, contudo, divide opiniões/Editorial1: Falta complementar o profundo corte nos juros. Parece contraditório o Banco Central, por meio do Conselho de Política Monetária (Copom), executar o 11º corte consecutivo na taxa básica de juros enquanto os mercados mundiais parecem entrar numa fase de volatilidade. Há, porém, bases firmes para o corte de 0,25 ponto percentual dos juros, fixando-os em 6,75%, nível comparável ao da década de 50. A economia brasileira tinha uma outra conformação. Mas é mesmo um feito/Editorial2: Acordo político na Alemanha reforça o centro e a EU. Após um longo mês de tensas conversas, que culminaram numa maratona final de 24 horas de negociações, os líderes do Partido Social-Democrata (SPD, na sigla em alemão) e da União Democrática Cristã (CDU, de centro-direita) chegaram a um acordo que, se for ratificado pela base do SPD, que tem 464.300 filiados, permitirá a formação de um governo nas próximas semanas, o quarto mandato da chanceler Angela Merkel. Pelo acordo, os socialistas ficarão com os ministérios de Finanças, do Trabalho e de Relações Exteriores, ampliando o poder da esquerda na coalizão de centro.

Manchete e submanchetes do jornal Estado de São Paulo: PF e Cade vão investigar cartel em postos de gasolina. Para o governo, benefícios da nova política de preços adotada pela Petrobrás não chegam ao consumidor. A Polícia Federal e o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) vão criar força-tarefa para investigar postos de combustíveis suspeitos de manipular preços. De 17 casos julgados no Cade desde 2012, 12 resultaram em condenação por formação de cartel. Há oito processos em andamento. Para o governo, por causa dos cartéis, os benefícios da nova política de preços para gasolina e diesel adotada pela Petrobrás não chegam ao consumidor: altas de preços são repassadas às bombas. Reduções, não. “O consumidor tem o direito de escolher preço mais baixo, mas isso só acontece quando há concorrência”, disse o ministro da Secretaria- Geral da Presidência, Moreira Franco. Para tentar dar maior transparência ao mercado, a Petrobrás divulgará diariamente os preços médios da gasolina e do diesel que saem de suas unidades, e não mais somente os porcentuais de reajuste/Inflação baixa surpreende. O IPCA subiu 0,29% em janeiro, o menor índice para o mês de toda a série histórica apurada pelo IBGE. Os preços subiram menos do que as previsões mais otimistas. Isso reacendeu a possibilidade de novo corte na taxa Selic/‘Rombo da Previdência equivale a uma Petrobrás’. Em 2017, o déficit previdenciário cresceu R$ 40 bilhões, totalizando R$ 268 bilhões. Para dar dimensão da necessidade da reforma, o secretário de Previdência do Ministério da Fazenda, Marcelo Caetano, disse que “o buraco de um ano na Previdência equivale ao valor da Petrobrás”. Também participaram do evento no Grupo Estado os professores José Roberto Savoia (USP), Nelson Marconi (FGV) e Otto Nogami (Insper)/Câmara adia punição a deputados condenados. Com a prisão de João Rodrigues (PSD-SC), ontem, pela PF, condenado por fraude e dispensa de licitação, são três os deputados da atual legislatura presos – completam o trio Paulo Maluf (PP-SP) e Celso Jacob (MDBRJ). A Constituição estabelece a perda de mandato para parlamentar que sofrer condenação criminal com sentença transitada em julgado, mas a Câmara não tomou nenhuma medida contra eles/Entrevista : Luciana Temer – Diretora do Instituto Liberta. É triste ver o nome do seu pai na lama’. A advogada e professora Luciana Temer, filha de Michel Temer, diz a Morris Kachani que nunca acreditou nas acusações de Joesley Batista contra seu pai. “Disse aos meus filhos: ‘Corto os dois braços se o seu avô falou aquilo’.” Afirma que não tem vocação para política e defende o perfil reservado de Marcela/Odebrecht tem de pagar R$ 500 mi. Construtora conta com recebimento de faturas e liberação de verba pelo BNDES para honrar pagamento de R$ 500 milhões em títulos emitidos no exterior/Condenados 7 ex-diretores do Panamericano. Juiz da 6.ª Vara Federal Criminal, em SP, condenou sete ex-executivos do Banco Panamericano por crimes contra o sistema financeiro nacional. Outros 10 réus foram absolvidos. Catorze ex-funcionários e três ex-diretores do Panamericano haviam sido denunciados em 2012. Segundo a Procuradoria da República, entre 2007 e 2010, eles fraudaram a contabilidade do banco/Colômbia inibe entrada de venezuelanos. A Colômbia anunciou que 2,1 mil homens das Forças Armadas vão reforçar o controle da fronteira com a Venezuela. Só será permitida a entrada com passaporte ou com cartão de controle de imigração, criado para facilitar o trânsito entre os países e que não será mais expedido. Cerca de 550 mil venezuelanos vivem na Colômbia/Caramujo faz juiz barrar prédios. A Justiça barrou a construção de empreendimento em área remanescente de Mata Atlântica em São Paulo. Espécie de caramujo achado no local estaria em risco/Palocci pede para ser ouvido no TRF-4/Sepúlveda discute HC de Lula com Fachin/Fernando Gabeira: Do maior dos enredos, as eleições, espera-se gente que nos ajude a sair do buraco/Celso Ming:Se a inflação de fevereiro também for baixa, BC terá de rever sua decisão sobre juros/Editorial1: Os juros e a reforma travada. Aredução dos juros é excelente notícia, mas deve ser a última do ciclo, exceto se ocorrer alguma novidade, como um avanço na política de ajustes e reformas/Editorial2: Previdência e justiça social Sem a reforma, os pobres é que continuarão a ser, pois já são, os mais prejudicados.

Manchete e submanchetes do jornal Folha de São Paulo: Subsídios de Doria a ônibus batem valor de investimentos. Prefeito destinou R$ 2,9 bilhões às viações em 2017, R$ 1 bilhão a mais que para obras. O prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), gastou em seu primeiro ano de mandato mais recursos com o subsídio à tarifa de ônibus do que com todas as obras municipais somadas. O tucano repassou R$ 2,9 bilhões para as empresas que fazem o transporte coletivo a fim de cobrir a diferença entre o arrecadado com as passagens e a remuneração prevista em contratos. Já os investimentos — verba destinada para o pagamento de obras e para a compra de equipamentos — consumiram R$ 1,9 bilhão. Doria transferiu em 2017 cerca de R$ 1 bilhão em investimentos para completar o valor pago às viações. Deixou, por exemplo, de aplicar R$ 77,5 milhões na urbanização de favelas e R$ 50 milhões para construir casas. “Ou se pagava o subsídio, mantendo a tarifa mais baixa, ou se faziam as obras”, diz o secretário da Fazenda de Doria, Caio Megale. “Como a receita não cresceu, não havia outra saída.” Segundo cálculos do setor, se a prefeitura cortasse os subsídios, a tarifa de R$ 4 iria para R$ 6,50/Fux afirma que TSE pode rever brecha na Lei da Ficha Limpa. O presidente do Tribunal Superior Eleitoral, Luiz Fux, afirmou ser possível que a corte volte a examinar a possibilidade de político com a ficha suja registrar candidatura para concorrer à eleição. O tema ganhou relevância em razão da perspectiva de Lula (PT) ser candidato. A Lei da Ficha Limpa, na qual ele está enquadrado, impede que condenados por órgão colegiado concorram. Um de seus artigos, porém, abre uma brecha/Luciano Huck tem o estilo do PSDB, diz FHC. Às vésperas da decisão de Luciano Huck sobre candidatura à Presidência, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso afirmou que o apresentador tem o estilo do PSDB. “O estilo dele é peessedebista. É um bom cara”,afirmou. Ele negou, contudo, ter falado sobre filiar Huck. O apresentador deve decidir até depois do Carnaval/Reinaldo Azevedo – É espantoso que FHC patrocine a aventura Huck/Facebook afirma se mover a favor de notícia de qualidade. Após a decisão da Folha de deixar de publicar seu conteúdo no Facebook, a empresa de Mark Zuckerberg afirmou em nota que faz movimentos “para garantir que as notícias que as pessoas veem sejam informativas e de qualidade”. O anúncio do jornal repercutiu em veículos estrangeiros, como “The Guardian” e “The Wall Street Journal”/EUA e Europa têm novo dia de queda e Bolsa recua 1,5%/As recentes turbulências nos mercados financeiros fizeram os investidores buscarem segurança nos títulos de dívida do governo americano. O movimento tirou dinheiro das Bolsas globais, gerando novo dia de quedas ontem. O Ibovespa, índice das ações mais negociadas, sentiu o baque e recuou 1,49%. O dólar encerrou o dia a R$ 3,281/Da rua Cuba à Lava Jato. Jorge Delmanto Bouchab foi acusado em 1988, aos 18 anos, de assassinar os próprios pais. O crime ficou célebre e ele acabou sendo absolvido por falta de provas — mas nunca apagou o estigma da acusação. Hoje advogado, defende acusados na maior operação anticorrupção da história/Ricardo Lewandowski: Presunção da inocência é pilar da democracia. A presunção de inocência talvez seja a mais importante das salvaguardas, dado o disfuncional sistema judiciário, em que multiplica-se a possibilidade de erros na primeira e segunda instâncias. Daí a relevância da presunção de inocência, que, como concebida, subentende que ninguém pode ser considerado culpado até decisão final dos tribunais superiores/Jorge A. Espanha: Tecnologia levou a redução de 80% na presença do Aedes/Editorial1: Para quem o juro cai. Melhora não se reflete por inteiro no crédito a empresas e consumidores/Editorial2: Trump e o FBI. Crise aprofunda-se e alonga-se de maneira inédita na história recente dos EUA.

MANCHETES DOS PORTAIS DE NOTÍCIAS:

Manchete e smbmanchetes da hora do portal de O Globo online: TSE deve rejeitar recurso de Lula contra aplicação da Ficha Limpa. Ministros já concordam nos bastidores que pedidos apresentados por fichas-sujas serão julgados rapidamente/Aliados de Alckmin cobram explicações de FH sobre Huck. Ex-presidente diz que apresentador tem ‘estilo do PSDB’, e tucanos reclamam/Chave. Merval Pereira: Decisão de Huck tem que ser rápida. A conversa com FH tem o sentido de trocar ideias e experiência, ouvir conselhos, saber quais as forças políticas que poderiam apoia-lo/Temer e Doria se reúnem para discutir eleições em SP. Prefeito também defende que PSDB, PMDB e DEM tenham candidato único à Presidência/Governo dos EUA passa por nova paralisação após aprovação do orçamento federal. O senador republicano Rand Paul disse estar preocupado com o aumento da dívida pública/Polícia Civil sofre com falta de manutenção de equipamentos. De R$ 23 milhões previstos no Orçamento, corporação só foi autorizada a gastar R$ 12 milhões e só pôde pagar R$ 5,6 mlhões/Escola Parque planeja mudar de endereço por causa da violência. Colégio procura espaços que fiquem mais distantes da Rocinha/Com acordo de delação negado, Palocci pede para depor de novo. Ex-ministro, que já confessou crimes em primeira instância, busca redução de pena com desembargadores/Advogados de Lula vão a Fachin e fazem apelo para evitar prisão. Eles também criticaram velocidade ‘porto-alegrense’ da Justiça/Míriam Leitão: Bolsas entram em ‘modo’ volatilidade. O fato é que as bolsas passaram muito tempo subindo e ignorando riscos/Dow Jones perde mil pontos pela 2ª vez em uma semana. Recuo desta quinta-feira foi de 4,16%. Temor no exterior cresce e Ibovespa cai 1,49%/Relatora no STJ vota para Adriana Ancelmo voltar à prisão. Julgamento foi interrompido por pedido de vista de ministro/Sérgio Côrtes deixa presídio após decisão de Gilmar Mendes. Ex-secretário sai da cadeia pela porta da frente, sob protesto de parentes de presos. Solto por Gilmar, Côrtes quer manter atendimento a presos/Defesa pede que ex-secretário de Cabral, que é médico, continue atendendo detentos em Benfica, onde estão presos da Lava-Jato/Bretas libera Cavendish de prisão domiciliar. MPF se manifestou a favor da liberação/Sobe para 25 número de mortes por febre amarela no RJ. Novos casos da doença foram registrados em Engenheiro Paulo de Frontin e Mangaratiba/A vacinação é a melhor forma de prevenção da febre amarela/Estudo identifica vírus da febre amarela em urina e sêmen. Descoberta alimenta tese de que contágio possa ocorrer via relações sexuais, como no zika/Eletrobras aprova vender seis distribuidoras e assumir dívidas. Acionistas aceitaram assumir débitos que podem chegar a R$ 19,7 bi/Reforma no setor elétrico deve reduzir custos de empresas. Proposta do governo é abrir mercado livre para pequenos estabelecimentos/Oi recorre a CVM e Anatel contra seus acionistas. Objetivo é afastar Pharol, Société Mondiale e a petroleira PetroRio do comando da tele carioca/Lauro Jardim: Liminar suspende afastamento do presidente da Oi. Asssembleia de acionistas destituiu o presidente da operadora, Eurico Telles/Deputado condenado é preso ao tentar viajar para o Paraguai. João Rodrigues (PSD-SC) foi detido pela PF em Guarulhos/Maia vai questionar STF sobre cassação de mandato de deputados. Presidente da Câmara quer que decisão seja do plenário da Casa/Previdência pode ficar para novembro, diz Eunício Oliveira. Segundo o presidente do Senado, governo Temer errou desde o início na comunicação sobre o texto da reforma. 

Manchete e submanchetes da hora do Estadão online: Odebrecht busca recursos para pagar R$ 500 mi a credores internacionais. Construtora conta com o recebimento de faturas e com a liberação de verba de obras já executadas. Sócios fazem acordo em disputa na Usiminas Leia mais sobre economia no ‘Estadão’/De valsa a pagode: Anhembi tem todos os ritmos. Enredos fazem tributos a Gil, Alcione, Fundo de Quintal e Martinho da Vila; noite terá samba e baile imperial/Após problemas, Metrô terá operação especial no carnaval Passistas plus size e com samba no pé/Espera-se que a eleição nos ajude a sair do buraco, afirma Fernando Gabeira/Relator quer restringir auxílio-moradia a juiz e MP. Deputado Rubens Bueno (PPS-BA) quer acabar com benefício para quem tiver domicílio de trabalho fixo/Maia: Votação sobre auxílio-moradia deve ser em março/Bretas se defende sobre pedido de auxílio-moradia/Câmara protela medidas contra deputados presos. Com prisão de João Rodrigues, são 3 parlamentares detidos; Casa não decidiu sobre perdas de mandato/PF prende deputado João Rodrigues após ordem do STF/Após multa, Maluf informa que desocupará imóvel funcional/Maia diz que cumprirá decisão sobre cassar Maluf Rede prepara representação contra deputados presidiários/Governo dos EUA enfrenta segunda paralisação. Congresso não aprovou acordo orçamentário; discussão segue no Senado e depois retorna à Câmara/Bolsas da Ásia em queda com política dos EUA no radar Bolsa de Nova York fecha em queda de mais de 4%/PF e Cade vão se unir para investigar cartéis no setor de combustível. Governo diz haver fortes indícios de manipulação de preços no setor, prejudicando os consumidores/Petrobrás corta preço da gasolina em 3%/Eletrobrás aprova em assembleia venda de seis distribuidoras. Decisão sobre empresas, conhecidas pelas dívidas e gestão, é fundamental para viabilizar concessão/Eletrobrás quer se livrar de processos/Rombo da Previdência em 1 ano daria para comprar a Petrobrás, diz Caetano. Segundo o secretário de Previdência, reforma vai garantir recursos a todas as áreas do governo.  Caetano: Existem desigualdades fortes na Previdência/Metalúrgicos e motoristas marcam greve em SP/Fazenda refuta mercado e fala em alta de 3% para PIB/Jungmann quer distribuir venezuelanos de Roraima. Imigrantes serão enviados a 4 Estados: SP, PR, AM e MS; alguns refugiados acampam nas ruas de Boa Vista/Colômbia impõe travas à entrada de novos refugiados ONU abre análise sobre abusos na Venezuela Golpe seria inquietante, diz embaixador brasileiro na OEA ‘Sem união estamos mortos’, diz oposição venezuelana/Justiça autoriza quebra de sigilo de Paulo Rabello/Contra violência, Rio pagará horas extras a policiais. Regime Adicional de Serviço será retomado a um custo de R$ 9 mi ao mês; 1 mil viaturas foram compradas/OEA: Uso de Forças Armadas tem de ser pontual Menino de 13 anos morto na Maré é enterrado. 

Manchete e submanchetes da hora da Folha online: Subsídios de Doria aos ônibus superam gastos com obras em R$ 1 bilhão. Prefeito repassou às empresas R$ 2,9 bilhões para cobrir gastos do transporte coletivo na capital paulista/Advogado da Lava Jato . Jorge Bouchabski, que em 88 foi acusado sem provas de ser assassino dos pais, absolvido pela justiça no caso conhecido como Crime da Rua Cuba, virou um importante advogado com casos na Lava Jato/Eventual habeas corpus a Lula deve protelar prisão só até dezembro/Governo dos Estados Unidos paralisa pela segunda vez no ano. Sem a lei orçamentária, a administração de Donald Trump não pode fazer despesas/Ricardo Lewandowski: Presunção de inocência é pilar da democracia. Mesmo aos deputados e senadores é vedado extinguir ou minimizar essa garantia/Painel: Planalto vê Luciano Huck como candidato. Para quem o juro cai/Trump e o FBI. Crise aprofunda-se e alonga-se de maneira inédita na história recente dos EUA/Geradoras de energia devem pagar menos por deficit hidrelétrico/Bruno Boghossian: Longe das ruas, Temer terá dificuldade com figurino de candidato/Pedro Luiz Passos: Tributo menor lá fora dificulta nosso caminho à competitividade/Vinicius Torres Freire: Queda na Bolsa ‘é fichinha, até agora’/Vaivém das Commodities: Conab diverge de estimativas de produção de soja de consultorias. Governo prevê 111,5 milhões de toneladas; consultorias apostam em 116 milhões/Planalto vê Huck como candidato; Globo avisa que Angélica teria que sair do ar/Mônica Bergamo: Maluf já emagreceu 10 kg e ficou com cabelos brancos na prisão/Estados Unidos tentam aplacar tensão entre Líbano e Israel/UE pressiona Mercosul para ampliar acordo automotivo/Governo vai reforçar segurança na fronteira com Venezuela. Brasil também prepara censo de imigrantes.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.