Temer e Maia se acertam e Planalto aposta em avanço da reforma da Previdência

Edição: Sérgio Botêlho: “Temer e Maia: Temer amplia poder de Maia para aprovar a Previdência. Presidente da Câmara negociará com o centrão secretarias da pasta das Cidades”, informa a manchete
Temer e Maia se acertam e reforma da Previdência deve avançar
Temer e Maia se acertam e reforma da Previdência deve avançar

Edição: Sérgio Botêlho: “Temer e Maia: Temer amplia poder de Maia para aprovar a Previdência. Presidente da Câmara negociará com o centrão secretarias da pasta das Cidades”, informa a manchete de O Globo. “Maia sai fortalecido com trocas no governo. Presidente da Câmara põe aliado em Cidades e deve dar aval a mudança no comando do BNDES”, noticia a manchete do Estadão. “Governo pretende mudar programa Farmácia Popular. Meta é reduzir custo com rede que distribui remédio gratuito ou com desconto a 10 milhões de pessoas”, revela a manchete da Folha. “Picciani e Edson Albertassi pedem licença da Alerj. Deputados pediram afastamento da Assembleia Legislativa para cuidar da defesa”, conta a manchete do portal de O Globo.

Nas manchetes de jornais e do portal de O Globo, dois dos principais assuntos do noticiário desta segunda-feira, 20: o acerto político entre Temer e Rodrigo Maia, que resultou na indicação, pelo presidente da Câmara, do novo ministro das Cidades, e o afastamento da Alerj solicitado tanto pelo presidente Picciani quanto pelo deputado Albertassi. Um terceiro destaque da mídia é sobre as eleições do Chile, que vão para o segundo turno.

Destaques em títulos:

Temer fortalece Maia em trocas no primeiro escalão do governo. Indicado para Cidades teve nome ligado a Cachoeira. Governo cogita Imbassahy na Secretaria de Direitos Humanos. Governo quer acelerar trocas na Esplanada para conseguir votos pró-reforma. Além de emplacar aliado nas Cidades, presidente da Câmara deve dar aval para mudança no BNDES.

Picciani e Albertassi se licenciam, mas MPF vai pedir afastamento. A solicitação será levada amanhã ao Tribunal Regional Federal da 2ª Região. Wagner Montes determina apuração sobre galerias vazias durante sessão da Alerj. Merval Pereira: Acórdão do STF deve acabar com a farra de deputados estaduais.

Chile terá segundo turno mais acirrado. Candidato à direita, o ex-presidente Sebastián Piñera teve um desempenho bem abaixo do esperado na primeira etapa das eleições presidenciais do Chile. Favorito, o ex-presidente Sebastián Pinera surgiu com 36% dos votos — menos do que os 45% que pesquisas projetavam.

Saúde do Rio corta 3,9 milhões de atendimentos. Doenças do trabalho viram pandemia, diz OIT. O número de intercâmbios entre alunos de graduação das universidades públicas brasileiras caiu até 99% com o fim do programa Ciência sem Fronteiras, do governo federal, no ano passado.

Indústria abre mais vagas que em 2014. Seca em Minas. Estado de emergência. Mapa da crise hídrica bate recorde e já abrange 265 municípios, ocupando praticamente metade do território mineiro. ‘Mercado exclui mais os negros do que universidade’. Para cortar gastos, governo federal quer rever a distribuição de remédio. Plano é mudar modo de pagamento à rede particular credenciada no Farmácia Popular.

Voto distrital misto está na pauta desta semana do Plenário do Senado. CPI da JBS quer culpar Miller e Janot.

Submarino ainda tem comida e oxigênio, diz Marinha argentina. Embarcação com 44 pessoas está desaparecida desde quarta-feira (15); Brasil ajuda nas buscas.

Pré-candidata do PCdoB diz que é preciso superar discurso de ódio e defende candidatura de Lula em 2018.

MANCHETES DOS JORNAIS:

Manchete e submanchetes do jornal O Globo: Temer amplia poder de Maia para aprovar a Previdência. Presidente da Câmara negociará com o centrão secretarias da pasta das Cidades. Para retomar a votação na primeira semana de dezembro, Planalto prepara maratona de encontros com prefeitos e governadores e organiza jantar com deputados/Picciani e Albertassi se licenciam, mas MPF vai pedir afastamento. O presidente da Assembleia Legislativa do Rio, Jorge Picciani, e o deputado Edson Albertassi se licenciaram ontem dos cargos, mas o Ministério Público Federal vai pedir que eles e o deputado Paulo Melo sejam afastados dos mandatos/Picciani e Albertassi se licenciam, mas MPF vai pedir afastamento. O presidente da Assembleia Legislativa do Rio, Jorge Picciani, e o deputado Edson Albertassi se licenciaram ontem dos cargos, mas o Ministério Público Federal vai pedir que eles e o deputado Paulo Melo sejam afastados dos mandatos. A solicitação será levada amanhã ao Tribunal Regional Federal da 2ª Região, que se reúne para tratar da operação que prendeu os três./Saúde do Rio corta 3,9 milhões de atendimentos. Sem recursos, a rede municipal de saúde do Rio reduziu em 3,9 milhões o número de consultas, exames e cirurgias de janeiro a setembro deste ano, na comparação com igual período de 2016. Dados do sistema do Ministério da Saúde mostram que só em consultas a queda foi de 1,8 milhão/Doenças do trabalho viram pandemia, diz OIT. Licenças por problemas de saúde ligados ao trabalho, que vão de lesão por esforço repetitivo à depressão, cresceram 25% em dez anos no Brasil, enquanto os acidentes, 3,9%. Os números refletem realidade global, e a Organização Internacional do Trabalho (OIT) já fala em pandemia/Chile terá segundo turno mais acirrado. Candidato à direita, o ex-presidente Sebastián Piñera teve um desempenho bem abaixo do esperado na primeira etapa das eleições presidenciais do Chile, ontem, e vai enfrentar um segundo turno mais difícil em meados de dezembro contra Alejandro Guillier, de centro-esquerda. Com 87% dos votos apurados, Piñera tinha 36,7% e Guillier, 22,7%.

Manchete e submanchetes do jornal Estado de São Paulo: Maia sai fortalecido com trocas no governo. Presidente da Câmara põe aliado em Cidades e deve dar aval a mudança no comando do BNDES/Intercâmbios caem até 99% sem programa do governo. O número de intercâmbios entre alunos de graduação das universidades públicas brasileiras caiu até 99% com o fim do programa Ciência sem Fronteiras, do governo federal, no ano passado. Além da perda de experiência acadêmica para os estudantes, dizem especialistas, há um prejuízo para a formação científica no Brasil. O Ministério da Educação informou que vai elaborar um estudo para viabilizar o envio de alunos do ensino médio para estudar no exterior/No Chile, eleição presidencial terá segundo turno. O ex-presidente Sebastián Piñera, de 67 anos, de direita, vai disputar o segundo turno das eleições presidenciais do Chile, em 17 de dezembro, com o senador Alejandro Guillier, de 64, de centro-esquerda. Com 98,6% dos votos apurados ontem à noite, Piñera tinha 36,6% e Guillier, 22,6%. A grande surpresa foi a votação de Beatriz Sánchez (Frente Ampla), com 20,2%/Sem encomenda, estaleiro tem dívida de R$ 1 bi. Com cinco navios para entregar até 2019, o Estaleiro Atlântico Sul busca alternativas para manter sua operação e salvar seus controladores. Se não conseguir novas encomendas, ficará com uma fatura de R$ 1 bilhão a quitar. Cerca de 80% das dívidas são garantidas pelos dois donos do estaleiro, os grupos Camargo Corrêa e Queiroz Galvão/Cida Damasco: Analistas do mercado emitem sinais de que vale tudo em 2018, menos populismo econômico/CPI da JBS quer culpar Miller e Janot/Indústria abre mais vagas que em 2014.

Manchete e submanchetes do jornal Folha de São Paulo: Governo pretende mudar programa Farmácia Popular. Meta é reduzir custo com rede que distribui remédio gratuito ou com desconto a 10 milhões de pessoas/Indicado para Cidades teve nome ligado a Cachoeira.Escolhido por Michel Temer para a pasta das Cidades na reforma ministerial, o deputado Alexandre Baldy (GO) aparece em relatório inicial de CPI como participante de um esquema criminoso comandado em Goiás pelo empresário dos jogos de azar Carlos Cachoeira. Baldy não quis se manifestar. Em 2016, ele havia dito que não tinha relação com Cachoeira e que não era investigado por isso/Protagonismo da delação rachou advocacia no país. O protagonismo da delação premiada na Lava Jato alterou o mapa da advocacia criminal no país. A categoria se dividiu entre quem a defende para reduzir penas e os que são contra, preferindo buscar nulidades processuais. Escritórios menores ganharam destaque, e consagrados perderam espaço/Boca de urna aponta segundo turno no Chile. Pesquisa de boca de urna indica que haverá um segundo turno na eleição presidencial chilena, relata a enviada Sylvia Colombo. Favorito, o ex-presidente Sebastián Pinera surgiu com 36% dos votos — menos do que os 45% que pesquisas projetavam. Em segundo lugar apareceu o jornalista e “outsider” Alejandro Guillier, que teve 23% registrados no levantamento.

Manchete do jornal Correio Braziliense: Por trás do desmaio, a mãe e R$ 946 para sustentar seis filhos.

Manchete do jornal Estado de Minas: Seca em Minas. Estado de emergência. Mapa da crise hídrica bate recorde e já abrange 265 municípios, ocupando praticamente metade do território mineiro.

Manchete do jornal Zero Hora, do RS: 13% de servidores deve atrasar pelo terceiro ano seguido.

Manchete do jornal Valor Econômico: Finame reduz rigor com índice de nacionalização. O BNDES decidiu reduzir o rigor na forma de cálculo do índice de nacionalização exigido no financiamento de bens de capital (máquinas e equipamentos). O índice continuará sendo de 50%, mas o banco incluirá cinco fatores “intangíveis” que, uma vez identificados, diminuirão a exigência.

Manchete do Jornal do Senado: Voto distrital misto está na pauta desta semana do Plenário. Proposta que altera eleição de deputados e vereadores pode ser votada em regime de urgência. Também pode ser analisado projeto de mais recursos para a saúde pública.

MANCHETES DOS PORTAIS DE NOTÍCIAS:

Manchete e smbmanchetes da hora de O Globo online: Picciani e Edson Albertassi pedem licença da Alerj. Deputados pediram afastamento da Assembleia Legislativa para cuidar da defesa. Prazo máximo para a licença contínua é de 120 dias/Wagner Montes determina apuração sobre galerias vazias durante sessão da Alerj. Mandado de segurança pede a anulação, alegando que a liminar da juíza foi desrespeitada/Merval Pereira: Acórdão do STF deve acabar com a farra de deputados estaduais. Associação de Magistrados Brasileiros recorre ao Supremo/Chile terá 2º turno presidencial entre Piñera e Guillier. Candidato da direita teve desempenho abaixo do esperado, mas vantagem confortável/Governo cogita Imbassahy na Secretaria de Direitos Humanos/Temer faz reunião na casa de Maia para discutir Previdência e trocas no ministério. Governo quer acelerar trocas na Esplanada para conseguir votos pró-reforma.

Manchete e submanchetes da hora do Estadão online: Temer fortalece Maia em trocas no primeiro escalão do governo. Além de emplacar aliado nas Cidades, presidente da Câmara deve dar aval para mudança no BNDES/‘Mercado exclui mais os negros do que universidade’. Para reitor da Universidade Zumbi dos Palmares, apenas a adoção de cotas não resolve desigualdades/Juízes de SP têm verba de R$ 5 mil para livro. Se os 2.600 pedirem o ‘bolsa livro’ integralmente, o custo para o TJ-SP será de R$ 13 milhões/Aos 83 anos, morre o assassino Charles Manson. Líder de seita, criminoso estava internado desde a última quarta-feira em hospital na Califórnia.

Manchete e submanchetes da hora da Folha online: Para cortar gastos, governo federal quer rever a distribuição de remédio. Plano é mudar modo de pagamento à rede particular credenciada no Farmácia Popular/Submarino ainda tem comida e oxigênio, diz Marinha argentina. Embarcação com 44 pessoas está desaparecida desde quarta-feira (15); Brasil ajuda nas buscas/Futuro ministro de Temer foi aliado de Carlos Cachoeira, diz relatório. Alexandre Baldy é apontado como membro de esquema feito pelo empresário de jogos de azar/Não se combate o crime com jargão de internet, diz Manuela D’Ávila. Pré-candidata diz que é preciso superar discurso de ódio e defende candidatura de Lula em 2018.

Manchete da hora do Correio Braziliense online: Família de criança que desmaiou de fome no DF vive com R$ 946 mensais.

Manchete da hora do Estado de Minas online: Temer se reúne com Maia, cotado para Ministério das Cidades e aliados. Foi o segundo encontro entre Temer e o presidente da Câmara neste fim de semana.

Manchete da hora do jornal Zero Hora, do RS, online: Governo Sartori deve atrasar 13º salário pelo terceiro ano consecutivo.

Manchete da hora do Valor Econômico online: Temer quer Imbassahy em Direitos Humanos e Alexandre Baldy em Cidades. Mudanças fazem parte do processo de reforma ministerial negociado com Rodrigo Maia para destravar Previdência.

Manchete da hora do DCI-Diário, Comércio, Indústria e Serviços online: Governo libera R$ 7,516 bi do Orçamento de 2017. Conta das despesas primárias totais foram reduzidas em R$ 2,539 bilhões, a R$ 1,301 trilhão neste ano.

Manchete da hora da Agência Senado: Pauta do Plenário tem voto distrital misto e mais recursos para saúde.

 

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.